Domingo, 14 de Fevereiro de 2016

Forte da Graça 1

Em novembro de 2012 visitei pela primeira vez o Forte da Graça. O estado de degradação deste complexo militar era bem evidente, pelo que apenas foi possível percorrer uma pequena parte, por motivo de segurança. Foi uma visita de estudo guiada pelo Sargento-mor Matroca que nos permitiu ter uma noção da evolução do complexo. Na altura, foi muito clara a sensação do que significava ser preso nas dependências destinadas a esse efeito, porque tudo estava exactamente como quando o Forte tinha essa função. 

Entretanto, o Forte teve obras de recuperação. Agora, visitá-lo é uma aventura completamente diferente. É possível percorrer o interior dos baluartes, admirar não só a formidável obra de engenharia, mas pormenores de decoração preciosos na parte central do edifício.

P2050829.JPG

 Porta do Dragão que dá acesso ao Forte.

P2050834.JPG

Primeiro fosso. Podem observar-se, sobre o baluarte, algumas canhoneiras cobertas que se transformavam em casas de oficiais em períodos de paz.

P2050835.JPG

 Pormenor da porta interior

P2050845.JPG

Porta de acesso ao reduto central

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 14:06
link do post | comentar | favorito
partilhar
1 comentário:
De A-lupa-de-alguem a 15 de Fevereiro de 2016 às 10:10
é sempre bom saber que a história não se perdeu, são obras importantes...há tanta história a precisar de obras.

Comentar post

.mais sobre mim

O Entre Tejo e Odiana foi distinguido com o prémio Zé de Mello '09, na categoria Blogosfera Regional. . Agradeço a todos os que votaram. . http://josedemello.blogspot.com/

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Onde estou


Ver mapa maior

.pesquisar

 

.posts recentes

. Lixo

. Rua e telhados

. Rosa

. Na albufeira do Caia

. Orquídeas e camélias...

. Março

. Dia da poesia

. Flores

. Rua de Barbacena

. Laranjas e limões

. Mercado mensal

. Olival

. Noite de Natal

. Medronheiro

. Chuva

.arquivos

.concelhos e outros temas

. abrantes

. alandroal

. alcochete

. alcoutim

. aldrabas

. alentejo

. alter do chão

. ambiente

. animais

. arraiolos

. arronches

. artesanato

. árvores

. avis

. beiras

. beja

. borba

. caia

. campo maior

. castelo de vide

. castro verde

. coretos

. crato

. culturas

. educação

. elvas

. ericeira

. estremadura

. estremoz

. eventos

. évora

. festas do povo 2011

. festas do povo 2015

. flores

. fontes

. fronteira

. gavião

. igrejas

. jardim

. lisboa

. marvão

. mértola

. monforte

. montemor-o-novo

. montijo

. mora

. moura

. mourão

. música

. nisa

. olivença

. paisagens

. pelourinhos

. pessoal

. plantas

. ponte de sor

. portalegre

. portel

. porto

. postdoano

. póvoa de varzim

. redondo

. reguengos de monsaraz

. rios

. segundo

. serpa

. setúbal

. sousel

. trás-os-montes

. viana do alentejo

. vidigueira

. vila viçosa

. todas as tags

.favoritos

. Revisitando Serpa - ruas ...

. Choça

. Aldeia de Sande

. Ribeira de Seda, Pisão

. Entre Tejo e Odiana

. Igreja de Santo Aleixo

. Pôr-do-sol sobre a albufe...

. O nascer do Sol no Alente...

.ligações

Estou no Blog.com.pt

.últ. comentários

Olá amiga, tudo bem convosco, gostei de ver seus m...
pregunto a quem souber não será nos arredores...
Nos últimos anos muito mudou no que respeita às ár...
Vivi em Campo Maior entre 1948 e 1954 (entre os 4 ...
No mês de Novembro visitei o interior desta fortal...
Jardins com arte e muito trabalho. As fotos mostra...
Lindas as imagens deste blog
Muito bonito, uma árvore num meio urbano...
Que beleza :)

.mais comentados

20 comentários
17 comentários
15 comentários
15 comentários
14 comentários
14 comentários
12 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds