Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Montalvão. Ruínas do castelo

por Júlia, em 31.07.10

 

Montalvão foi para mim, durante muito tempo, nome de terra conhecido e associado a um dos grandes círios que existiam (suponho que ainda existem) na igreja matriz do Crato. Em Abril passado, cumpri uma antiga intenção de visitar a vila que já foi sede de concelho, mas que agora é a sede de umas das freguesias do concelho de Nisa. Fica localizada no Nordeste do distrito de Portalegre, um pouco longe das principais vias de comunicação.
Do castelo pouco mais resta do que as muralhas construídas em xisto, com uma forma aproximadamente oval. O interior é um amplo terreiro onde existe testemunho de que o concelho pertenceu aos domínios da Ordem de Cristo.
Entrada do castelo
Dois ciprestes animam o desolado terreiro no interior da muralha. A paisagem que daqui se avista é deslumbrante.
.
O castelo situa-se no extremo Leste da povoação. Logo a seguir encontra-se a igreja, depois as ruas que dela partem e que guardam memórias de tempos passados, quer como centro administrativo, quer na sua arquitectura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 08:18


2 comentários

Imagem de perfil

De Luiz a 31.07.2010 às 14:42

Logo tinham de ir construir o depósito da água dentro das ruínas...

http://www.guiadacidade.pt/portugal/poi/16879/12/ruinas-do-castelo-de-montalvao

Imagem de perfil

De Júlia a 01.08.2010 às 12:26

Vê-se um bocadinho do depósito da água na 1ª foto, no lado direito.
Não é caso único, até porque é o ponto mais elevado daquela área. Lembre-se de Estremoz...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D