Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Noras

por Júlia, em 12.06.07

 

As noras, herdadas dos muçulmanos que viveram nestes territórios, faziam parte da paisagem das hortas que rodeavam as povoações. Serviam para, através de um mecanismo elevar a água dos poços através de recipientes, os alcatruzes (copos é como se designam no Norte), que a vertiam em caleiras que a conduziam a um tanque. Era a partir deste que a água era distribuída pelos campos através de regos.

As bombas de água tornaram as noras obsoletas, as quais permanecem no campo, mais ou menos bem conservadas, como relíquias de um tempo passado. 

As duas noras que fotografei era accionadas por animais, geralmente, burros ou muares. Presos à peça que sai do eixo, de olhos vendados, iam caminhando à roda do poço, numa viagem sem fim para lado nenhum.

 

 

 

Nora numa quinta dos arredores de Campo Maior

 

 

Nora junto à ponte do Rio de Arronches, em Arronches.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:21


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Tuaregue a 23.11.2007 às 10:06

Como eu recordo as noras Alentejanas da minha
meninice.Não há verbas da CEE para as preservar?
Não sou velho do RESTELO.
Mas talvez a minha idade não me deixe compreender
a Globalização.
Hà mas como era lindo o Alentejo com as suas Hortas
circundantes a todas as Aldeias Alentejanas, os seus montes caiádos ( hoje caídos) se a electricidade lá tivesse chegado á 50 anos talvez hoje estivessem mais humanizados,com crianças a brincar nas suas eiras e ladeiras.
Oxalá o homem um dia não tenha que voltar à Picota
e à Nora com oa suas muares, e á regueira manual
Com tanto disparate e tanto dislate o homem só tem sabido aniquilar o próprio homem.
Prudência ao homem que os tuaregues resistirão...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D