Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Invasora

por Júlia, em 20.10.13
A Ipomoea indica (Burm.) Merr., também conhecida vulgarmente pelo nome de bons-dias, está classificada como planta invasora. Por ser muito decorativa e ter umas flores vistosas, é muitas vezes plantada, como neste caso, para cobrir a rede que delimita uma pequena horta.

Não há muito tempo quase não se dava por ela. Mas deve ter encontrado condições muito boas para o seu desenvolvimento. Tem um vigor impressionante, pelo menos confirmado pelo tamanho das folhas e pela densidade que apresenta.


.


Aqui vê-se que já ultrapassou o limite superior da rede de vedação e trepa pelos ramos da árvore. A continuar assim, irá provocar a morte da árvore.


O passeio já está coberto e lança ramos para o alcatrão da rua que, por não ter saída, não tem qualquer movimento automóvel. Só por ali se veêm passeantes ou crianças de bicicleta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 15:48

Breve passagem por Castelo Branco

por Júlia, em 13.10.13
A história desta passagem por Castelo Branco é pouco edificante, deve mesmo ser esquecida. Dela restam algumas, muito poucas imagens. No entanto, guardo da cidade uma boa recordação de uma outra ocasião em que pude percorrer as ruas e ver a paisagem urbana com todo o vagar. É provavél que lá volte daqui por uns tempos.


Belo edifício, mas num lamentável estado de conservação, com a original torre do relógio.


Um dos exemplares de sacadas em ferro de que a cidade é bastante rica. Este grade é particularmente bonita.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 17:32

Rio Ponsul

por Júlia, em 09.10.13

O rio Ponsul é um dos afluentes da margem direita do rio Tejo. Não é difícil imaginar que, antes da construção da barragem de Cedillo, o rio corria para o Tejo num vale encaixado. As margens foram parcialmente submersas e as vertentes que ficam acima do nível da água, ainda mostram um declive bastante acentuado. Dada a orientação predominante do rio neste troço, de norte para sul, a vegetação é semelhante nas duas margens. Apenas as marcas da ação do homem introduzem uma nota dissonante.

.
Duas imagens da margem esquerda do rio
Terraços com muros de suporte para a cultura da oliveira
Ponte sobre o rio Ponsul

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 17:18

Rio Tejo

por Júlia, em 01.10.13

As viagens em grupo são como os melões: só se sabe se correm bem depois de realizadas. Esta não correu especialmente bem (felizmente foi apenas um dia...). Salvou-se o passeio de barco nos rios Tejo e Ponsul entre Cedillho (Espanha) e Lentiscais, na Beira Baixa. O tempo não ajudou: de vez em quando um aguaceiro.


Ver mapa maior

O Rio Tejo e a confluência do Rio Ponsul, na margem direita. (Deslocar o mapa para a direita, para ver o Embalse de Cedillo, onde, nas próximidades, se encontra o local de embarque para a viagem de barco).

 

 

O Rio Tejo visto da margem esquerda, em território espanhol. Na margem direita, em frente, terras da Beira Baixa.
Neste troço do Rio Tejo, a margem esquerda contrasta fortemente com a margem direita em termos de coberto vegetal. Este contraste tem a ver com a orientação das vertentes: esta, virada a norte, tem uma exposição solar menor do que a que se encontra virada a sul. É a típica oposição entre a encosta soalheira e a encosta úmbria. 
(continua...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 16:00


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D