Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



RAIA

por Júlia, em 16.07.08

O Recanto Alentejano de Interpretação Ambiental, RAIA, visa criar, dinamizar e organizar de forma estruturada actividades ambientais de aprendizagem, de cultura para as diversas faixas etárias e facultar a execução de projectos de investigação e intervenção no âmbito da biologia da conservação.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:14

Casas e chaminés em Vila Fernando

por Júlia, em 16.07.08

Casas térreas tradicionais e algumas das chaminés caraterísticas desta povoação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 08:11

Igreja de Vila Fernando

por Júlia, em 15.07.08

Vila Fernando já foi um pequeno concelho, tal como Barbacena, encravado no concelho de Elvas. A povoação é relativamente pequena, sobretudo o núcleo mais antigo. Nela se destaca a Igreja de Nossa Senhora da Conceição. De acordo com uma inscrição nela existente, "esta igreja que já existia no ano de 1320 foi ampliada em 1756 e restaurada em 1949".

 

 

Mais informação sobre esta freguesia pode ser lida aqui.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:10

Coretos 14

por Júlia, em 14.07.08

Coreto de Castelo de Vide, localizado no jardim e rodeado de frondosas árvores. Está datado de 1904.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:10

Janelas em Elvas

por Júlia, em 13.07.08

Numa rua estreita do centro histórico de Elvas, estas duas janelas renascentistas, numa casa com aspecto de ter sido recentemente recuperada. Mas não pude deixar de notar os fios caídos de uma das janelas, os cabos que percorrem a frontaria e o estendal. Havia necessidade disto? Os responsáveis pelo património não têm nada a dizer?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 08:15

Alegrete. Janelas

por Júlia, em 12.07.08

Fora do recinto medieval existem algumas casas muito interessantes, com as sacadas ornamentadas e protegidas por grades de ferro. Estes são apenas dois exemplos.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:09

Alegrete. Duas Torres e Igreja

por Júlia, em 11.07.08

À direita, uma das torres da fortaleza medieval. À esquerda, a torre do relógio, datada de 1751 e que pertenceria à Casa da Câmara. Entre as duas, a abertura de acesso ao largo onde se localiza a igreja matriz e, a seguir, a igreja da Misericórdia.

 

A Igreja Matriz, datada do século XVI, é de uma grande simplicidade no exterior, simplicidade que se prolonga para o interior, o que não invalida que seja de grande beleza. Foi possível visitá-la porque estava na hora de celebração de um acto litúrgico.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:08

Alegrete. Porta gótica

por Júlia, em 11.07.08

Esta porta, na Rua de Baixo, é muito interessante porque, ao contrário de outras observadas, cuja cantaria é de granito, esta foi talhada e esculpida em mármore. Só é pena que a porta propriamente dita que lhe foi posta não esteja de acordo com a dignidade da cantaria.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:07

Alegrete. Rua Direita

por Júlia, em 10.07.08

Dentro da fortaleza medieval há três ruas que partem do castelo em direcção a uma das portas: a Rua Direita, a Rua de Santa Maria e a Rua das Boas Razões.  Todas elas confluem para o largo onde se localiza a Igreja Matriz.

 

Um aspecto da Rua Direita, vendo-se, ao fundo, uma torre do castelo.

 

Na Rua Direita esta porta gótica em granito com algumas marcas gravadas.

 

Porta de casa restaurada, com cantaria em granito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:07

Alegrete. Castelo

por Júlia, em 09.07.08

Alegrete já foi concelho, mas é hoje uma das freguesias do concelho de Portalegre. É uma vila alcandorado no cimo de um monte, conservando as ruas medievais dentro do perímetro das muralhas. Este espaço continua a ter vida própria, tanto pelas casas habitadas, como pelo facto de aqui se localizar a igreja matriz da vila e a igreja da Misericórdia.

A maior parte da povoação situa-se no exterior do recinto muralhado, tendo crescido para Norte, na parte menos ingreme das vertentes da elevação.

 

Um aspecto do castelo medieval de Alegrete que estava a ser objecto de trabalhos de recuperação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:06



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D