Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Em Portalegre cidade...

por Júlia, em 08.04.08

A Penha, vista através das Portas do Crato.

 

Em Portalegre, tudo recorda José Régio e a sua Toada de Portalegre:

Em Portalegre, cidade
Do Alto Alentejo, cercada
De serras, ventos, penhascos, oliveiras e sobreiros

(...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:25

Santa Eulália. Pormenores

por Júlia, em 07.04.08

 Casa estreira na confluência de duas ruas.

 Uma casa térrea muito grande, a condizer com a dimensão da chaminé.

 

 Recanto junto à igreja de S. João.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 08:59

Janelas de Santa Eulália

por Júlia, em 05.04.08

Santa Eulália é uma freguesia do concelho de Elvas que tinha, em 2001, cerca de 1300 habitantes. Na tradição das grandes aldeias alentejanas, espraia-se numa planura. Percorrendo as suas ruas, é fácil distinguir a existência de estratos de população muito diferenciados pelo aspecto das casas.

Há casas cujas frontarias revelam que foram ou são ainda habitadas por gente abastada. Algumas são antecedidas por um portão de ferro que dá acesso a um grande pátio de forma quadrangular, à volta do qual se localiza o edifício com função residencial e também outros ligados à vida agrícola dos seus proprietários.

Como não podia deixar de ser, as casas modestas servem de contraponto à riqueza que as outras ostentam.

Algumas das grandes casas têm inscritas datas que remontam à sua construção. São datas que relacionam a prosperidade da aldeia com as campanhas do trigo dos séculos XIX e XX.

 

              

 

O granito, rocha que é explorada actualmente em grandes pedreiras aparece em muitas cantarias de portas e de janelas. Nesta janela tudo parece conjugar-se em harmonia: o granito, a grade de ferro forjado e a cortina que protege o interior do excesso de luz.

 

Na mesma antiga casa da janela anterior, esta mais simples mas igualmente bonita.

 

 

Nesta casa, o granito não foi usado para as cantarias, mas o mármore. Trata-se de uma casa grande e opulenta, mas em que esta cantaria só foi usada na porta e nesta janela que fica na parte central da fachada.

Existem outras casas em que o mármore também foi usado para enquadrar as janelas ou as portas. Gosto mais das casas onde foi usado o granito: têm mais a ver com o sítio onde está localizada a aldeia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 08:55

Cores da Primavera no Alentejo

por Júlia, em 04.04.08

 

A luz da manhã, o Sol rasante .

Os vários tons de verde, ora seco ora vibrante .

A geometria dos olivais.

A terra nua que vai adquirindo os tons mais próprios do deserto, nos dias quentes e secos desta Primavera sem chuva.

Os ditados populares cada vez menos certos - "Em Abril, águas mil".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:39

Igreja Matriz de Santa Eulália

por Júlia, em 03.04.08

O meu conhecimento da grande aldeia de Santa Eulália era muito superficial. A maior parte das vezes passava ao largo.

Habitualmente, as torres das igrejas sobressaem do conjunto das casas das povoações. Já tinha lido informações sobre a igreja matriz, mas para mim era um mistério a sua localização porque nenhuma torre se destaca no perfil desta grande aldeia do concelho de Elvas. Mesmo tratando-se de uma povoação que está localizada numa área relativamente plana, é normal que as torres sineiras se ergam acima do casario.

Não é difícil, contudo, encontrar esta igreja. Chegando lá, recordei-me de ter visitado a aldeia num dia de festa, com as ruas e a praça engalanadas de flores de papel, como nas Festas do Povo de Campo Maior. Talvez por isso e porque não estava desperta para a ver, me tenha passado despercebida.

 

 

Na informação que consultei, refere-se este templo como tendo sido construído no século XV, embora com modificações posteriores. A porta principal dá para uma estreita rua  e é a parte lateral,  encimada pelas duas grandes torres sineiras, que enquadra um dos lados da praça. 

A fachada principal é muito simples. Achei extraordinários os batentes da porta que podem ser vistos aqui.

 

Porta principal da igreja

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:51

Hoje, o nascer do Sol

por Júlia, em 02.04.08

 

Ao Sol

Eis o rosto de Apolo Iluminado!

Eis o mundo coberto de Alegria!

Quando sorri um deus, fica doirado

O céu que a sua raiva enegrecia.

(...)

Miguel Torga, Odes

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:49

Capela, palmeiras e cruzeiro

por Júlia, em 01.04.08

Quando se entra em Santa Eulália, vindo de Campo Maior, a primeira imagem é desta capela, anexa ao cemitério. Trata-se da Capelinha de Santo António que, segundo as placas que se encontra na frontaria, foi reformada em 1949 e substituída a cobertura em 2007.

Por isso ela se apresenta imaculada na sua brancura e muito vivas as barras azuis que a enquadram e que encimam o campanário.

 

 

Quando ultrapassamos o portão de acesso ao pátio, surge-nos à direita um cruzeiro de granito, e as duas palmeiras parecem sentinelas a guardar a pequena e simples capela. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:49

Pág. 3/3



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D