Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sousel - apontamentos

por Júlia, em 31.01.08

Sousel é um dos concelhos meridionais do distrito de Portalegre. No século XVI, segundo o Numeramento de 1527-1532, pertencia às terras do Duque de Bragança e tinha 457 moradores, ou seja, cerca de 1800 habitantes.

De acordo com uma estimativa de 2002, o concelho teria 5589 pessoas residentes.

A vila é relativamente pequena. Visitei-a no início de Novembro. A primera impressão foi talvez condicionada pelo estado em que se encontravam as árvores do espaço público, facto que anteriormente já referi

Tem alguns edifícios notáveis, como o convento de Santo António, da Ordem de S. Paulo, edificado no início do século XVII. O conjunto formado pela Igreja Matriz e Igreja da Misericórida e algumas casas apalaçadas também merecem ser vistos. No largo onde se encontra o pelourinho há também alguns edifícios de interesse.

Registei alguns aspectos que me pareceram interessantes.

  

 Passagem estreita que estabelece a ligação entre o Largo da Igreja e a Praça. À esquerda o edifício da Igreja Matriz

 

Alpendre de casa apalaçada

 

A torre da Igreja de Nossa Senhora da Orada. Edificada no século XV e restaurada no século XVIII. O interior é coberto de azulejos que não pude ver porque a porta estava fechada. O adro e a frontaria estavam com muitos fios de electricidade, provavelmente, restos de uma festa que aqui se realizou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:22

As cegonhas voltaram aos ninhos

por Júlia, em 29.01.08

Num vale que é atravessado pela estrada Campo Maior-Santa Eulália, estas e mais algumas árvores que, em fila, acompanham a linha de água, estiveram durante todo o verão com ninhos mas sem os seus moradores. Por estes dias de Janeiro, as cegonhas já os tinham voltado a ocupar.

Algumas estavam empoleiradas nos ninhos, outras passeavam pelo prado e pela encosta, provavelmente à procura de alimento.

 

A minha tentativa de fotografar as cegonhas o mais próximo possível foi uma tarefa sem êxito, em parte porque a minha máquina tem as suas limitações.

Esta ainda foi apanhada bastante longe, mas foi o melhor que consegui. As que estavam mais próximas, quando me preparava para disparar a máquina, levantaram vôo e foram passear para o prado, talvez troçando do meu desapontamento...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:12

Paisagem alentejana em Janeiro

por Júlia, em 28.01.08

Do alto da elevação onde se situa Alter Pedroso, a vista perde-se num vasto horizonte. Os afloramentos de granito e os zambujeiros fazem companhia às ruínas do castelo, alcandorado no cimo do monte. Em baixo, a planura coberta de montado e, ao longe, espraia-se o casario de Alter do Chão.

 

 Mais para Nordeste, vê-se que o montado continua. No entanto, as manchas acastanhadas correspondem a árvores atacadas de doença e, eventualmente, mortas. O vírus que ataca as azinheiras e os sobreiros está a destruir importantes áreas de montado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:02

Plátanos em Janeiro

por Júlia, em 26.01.08

Alameda de plátanos na estrada para Cabeço de Vide. À direita, o largo da antiga estação de caminho de ferro, vendo-se também parte dos edifícios do hotel que ocupou e recuperou as instalações da desactivada estação.

Em frente da estação há uma escada de madeira que possibilita o acesso à várzea da Ribeira de Vide. O parque de merendas convida a um pic-nic, desfrutando da vista da água que corre e do rumor quando ela passa por algumas pedras do leito, fazendo o efeito de pequena cascata. A tudo isto, ainda podemos acrescentar o belo canto das aves para completar o agradável cenário.

Andando um pouco no sentido da corrente da ribeira, chega-se a um bosque, não muito grande, de plátanos. São árvores de dimensões apreciáveis que nos fazem ter o sentido da nossa dimensão.

Aqui podemos ver também como são os plátanos quando não sofrem os efeitos das "podas" camarárias.

Espero poder lá  voltar quando estiverem vestidos de folhas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:37

Porta e janelas de Monforte

por Júlia, em 25.01.08

Porta ogival de rua antiga

Janela de casa popular, debruada a verde e com cortinas bordadas.

 

Janela com enfeite original.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:06

Fonte em Monforte

por Júlia, em 23.01.08

A fonte que ocupa a parte central da Praça da República

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:04

Aspectos de Monforte

por Júlia, em 22.01.08

Arco e rua, vistos da Praça da República

 

Impressionante estrutura que domina sobre os telhados.

 

A nova Biblioteca Municipal e o depósito da água que é um dos elementos que sobressai no conjunto do casario da vila.

 

A Biblioteca Municipal de Monforte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:03

Acontece...

por Júlia, em 20.01.08

Aconteceu hoje ir na estrada que liga Santa Eulália a Monforte quando apareceram estes (e alguns mais) porcos pretos a atravessar calmamente a estrada. Apesar das cercas, os animais conseguiram sair e passeavam de um para o outro lado da estrada. Não tivemos outro remédio senão esperar que todos passassem.

Não se pode negar que são uns belos animais...

 

(Foto tirada através do vidro do carro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:39

Oliveira

por Júlia, em 18.01.08

No concelho de Campo Maior, a oliveira (Olea europaea L.) adquiriu um grande valor económico e muitas propriedades estão ocupadas com a cultura desta árvore. Para aumentar a produtividade, muitos olivais velhos foram arrancados para dar lugar a novos cultivos. Assim, não é muito frequente encontrar oliveira velhas.

Numa visita de estudo que foi realizada à barragem romana do Muro, num olival que parece abandonado, encontrei esta oliveira, no meio de outras mais jovens, mas de aspecto enfezado.

 

A oliveira cresceu nos solos fofos e ricos que se formaram na área que foi ocupada pela albufeira da barragem romana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:23

Pelourinhos (3)

por Júlia, em 17.01.08

O pelourinho de Veiros, vendo-se também o edifício da antiga câmara municipal. 

 

Pormenor do cimo da coluna, capitel e remate do pelourinho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:52

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D