Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Efeito da poda nas árvores

por Júlia, em 12.05.07

No Sombra-Verde foi publicado um post sobre a Melia azedarach L., árvore que não conhecia e cujas flores são muito bonitas.

No dia 11 passei por Arronches e vi, num pequeno jardim na parte da frente de uma casa, um magnífico exemplar todo florido. Constitui, de facto, uma espectáculo de rara beleza.

 

 

Nesse mesmo dia, fui a Ouguela, uma aldeia do concelho de Campo Maior, acompanhando um grupo em visita a esta região no fim-de-semana.

Foi com surpresa que descobri um exemplar desta árvore no interior do castelo. Mas o seu estado é deplorável, como se pode ver na foto a seguir.

 

 

Esta árvore foi sujeita, há pelo menos um ano, a uma das podas radicais tão em voga nos nossos municípios. Dá pena ver o esforço que a árvore está a fazer para se recompor da intervenção a que foi sujeita.

Como procuro não ser fundamentalista, tenho tentado perceber qual a lógica deste cortes. Já ouvi dizer que era para arredondar as copas. O exemplo destas duas árvores da mesma espécie parece-me desmentir essa intenção.

Tem, pelo menos, como consequência, diminuir a sombra. Se é este o objectivo, não posso deixar de o considerar completamente absurdo, dadas as condições meteorológicas habituais no Alentejo, no Verão. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:01

Granito e cercas

por Júlia, em 11.05.07

 

 

Nas áreas onde o granito aflora à superfície,  observam-se, por vezes, grandes blocos de rocha mais resistente à erosão.

Por todo o lado se encontram estas cercas de arame farpado que delimitam as propriedades e restringem à estreita faixa das estradas ou caminhos a observação de aspectos interessantes da paisagem .

 

 

O mesmo rochedo visto do lado oposto, sendo visível a disjunção dos blocos de granito. A cerca continua.

 

 

Há cercas por todo o lado. Até mergulham na água da barragem do Caia. Não pude percorrer as margens da albufeira que estão para lá da cerca. Tenho uma dúvida: será que os proprietários das terras podem fazer isto?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 13:32

Flores do meu jardim

por Júlia, em 09.05.07

As primeiras rosas que desabrocharam.

 

 As flores delicadas e odoríferas da madressilva (Lonicera)

 

Aos fins de semana há uma venda de plantas oriundas, na maior parte, de viveiros da região de Coimbra. Num desses dias fui surpreendida com uma série de vasos com giesta. O senhor que estava a vender as plantas esclareceu-me que eram plantas importadas de Itália, o que justificava o valor de venda relativamente elevado. Havia exemplares com flores de duas cores: vermelha e amarela. No entanto, a floração ainda não tinha começado. As plantas estavam identificadas com cintas das duas citadas cores. Apesar do preço, não resisti a comprar um exemplar e escolhi uma amarela. Quando as flores começaram a aparecer verifiquei que, afinal, a cor da cinta de plástico não tinha nada a ver com a cor das flores. A minha giesta saíu vermelha. Verifiquei a etiqueta e, de facto, fui induzida em erro porque o que está escrito é: Cytisus praecox "Roter Favorit" rosso carico.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:04

Cardos

por Júlia, em 07.05.07

 

 

É nesta época que o cardo-de-santa-maria (Silybum marianum) começa a apresentar as suas flores vistosas. Nos taludes, junto às estradas e caminhos, formam tufos bastante altos.

 

 

Flores do cardo crescendo em densas cabecinhas formadas por flores de disco, tendo à sua volta fiadas de brácteas espinhosas.

 

Fotos: 3 de Maio de 2007

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:40

Blogues que me fazem pensar...

por Júlia, em 06.05.07

Foi com surpresa que soube que o meu blog foi escolhido por KD como um dos cinco blogs que os fazem pensar. Cumpre-me agora a tarefa de escolher 5 blogs. Os escolhidos deverão também indicar cinco blogs que os levam a pensar, além de copiar o logotipo, colocando-o na lateral do seu blogue e fazer um post com a finalidade de divulgar os escolhidos (como já fizeram outros bloguistas anteriormente escolhidos). Os meus blogs preferidos são mais de cinco. Mas como tenho de escolher, os que me fazem pensar são:

Braciais - Interessantes estórias algarvias de um tempo já passado.

A sombra verde - A paixão pela Natureza e a preocupação pela preservação do património natural.

Aqui Tailândia - Memórias e crónicas de um português no Oriente.

Culinária daqui e d'ali - muitas receitas para quem gosta e cozinhar (e também para os que não gostam).

Pessoalíssimo - Coisas da memória e da reflexão pessoal sobre temas da vida real e ideias mais ou menos extravagantes para um tempo que há-de vir.

Agradeço aos amigos KD e aproveito para agradecer também a todos os que me honram com a sua visita, convidando-os a visitar os blogs que escolhi. A ordem pela qual são indicados é totalmente aleatória, não obedecendo a qualquer classificação. Na minha escolha, procurei que eles fossem variados nos conteúdos que apresentam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:20

Ervas aromáticas

por Júlia, em 05.05.07

 

No meu jardim tenho alguns vasos com plantas aromáticas utilizadas como condimento na cozinha.

 

 

A hortelã (Mentha x piperita) é uma das ervas mais utilizadas para temperar saladas, pratos de carne e indispensável no cozido de grão que se faz no Alentejo.

 

 

 

A salva (Salvia officinalis) tem um perfume forte e é utilizada, em quantidades moderadas, em pratos de carne.

 

 

A manjerona (Origanum majorana) tem um perfume intenso mas delicado e é um óptimo condimento para temperar pratos de frango e fundamental no confecção de empadas.

 

 

As folhas do meu pequeno loureiro (Laurus nobilis) são utilizadas em quase todos os cozinhados - assados, guizados e no caldo verde.

 

 

O poejo (Mentha pulegin) é usado principalmente em pratos de peixe. A sopa de peixe de rio temperada com poejo fica com um sabor muito agradável. Também pode ser utilizado em peixe assado ou grelhado. Na açorda alentejana substitui os coentros.

 

 

O alecrim  (Rosmarinus officinalis) é um óptimo condimento para assados de carne.

 

Também tenho uma jardineira com salsa (Petroselium crispum) que já vem do ano passado, mas que agora apresenta folhas novas.

Semeei oregãos (Origanum virens)  que já nasceram e as plantinhas apresentam algumas folhas. Só os coentros (Coriandrum sativum) teimam em não nascer, apesar das várias tentativas que já fiz. Em anos anteriores nasceram facilmente.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:40

Flores de jardim

por Júlia, em 01.05.07

 

Vinca (Vinca major)

É uma planta com caules rasteiros, originária da região mediterrânea. Como planta espontânea encontra-se em bosques sombrios e ribeirinhos. Utiliza-se também nos jardins como cobertura ornamental de superfícies sombreadas.

 

 

Silindra (Philadephus coronarius)

Arbusto de tamanho médio que se encontra frequentemente nos jardins. Como planta espontânea, a sua distribuição geográfica vai desde os Alpes Meridionais até à Ásia Ocidental. As flores exalam um cheiro muito intenso e agradável.

 

Fotos: 27 de Abril de 2007

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 12:00

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D