Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Fim de ano

por Júlia, em 29.12.06

Chegados a final de Dezembro, é inevitável o processo de balanço. O que fizemos durante os 12 meses do ano que agora termina? Quais os grande acontecimentos, feitos e personalidades que marcaram 2006?

No que respeita ao país, tenho seguido com alguma atenção o que se passa na educação. Talvez por ser um sector em que a situação chegou a um ponto praticamente insustentável. Concordando com algumas medidas e encarando outras com certo cepticismo, acho que não se atacou o verdadeiro nó górdio do problema: a gestão das escolas.

As escolas são geridas, em muitos casos, por pessoas sem o menor perfil e sem preparação para o desempenho de uma função social de tão grande importância. Até porque a gestão de uma escola é muito complexa. Lida sobretudo com pessoas que é preciso motivar para o sucesso educativo dos alunos. Também a gestão dos conflitos é fulcral para o bom desempenho da escola. Além disso, tem de ter uma grande sensibilidade a lidar com os parceiros do meio (pais, autarquias, empresas, etc.).

As escolas só podem ser organizações aprendentes se as pessoas que nela trabalham estiverem motivadas para aprender. Ora, o modo como estas pessoas encaram a formação, a aprendizagem ao longo da vida, não é muito entusiasmante. E o problema é que não é através de novas leis que se altera esta realidade. A mudança não acontece por imposição exterior, mas por vontade das pessoas que integram a organização.

Assim sendo, o que irá mudar realmente?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:02

Inverno

por Júlia, em 26.12.06

Inverno no Alentejo. A paisagem é dominada pelos tons verdes. Uma paleta de verdes: dos mais vivos da vegetação rasteira, até ao verde acinzentado das oliveiras. Aqui e ali algum toque de cor de algumas flores que começam a aparecer.

Os rios e os ribeiros levam bastante água, com caudais que vão abastecer as barragens. Fica-nos a esperança de que no próximo verâo não vamos ter míngua de água.

Os dias têm estado luminosos, convidando ao passeio. É bom observar os campos, com o horizonte a perder de vista. O ondulado da paisagem, os olivais alinhados como soldados em parada, os campos alqueivados de tons acastanhados da cor dos solos, manchas de alguma vegetação espontânea que lhe introduzemum uma nota de desalinho.

E depois as vilas e aldeias, friorentas, com a sua gente a recolher ao agasalho das casas. Só durante o dia, se vêem os que ainda ou já não têm mais nada para fazer, gozando o sol, aquecendo as suas vidas.

Mas o que existe para além desta paisagem idílica? Como se vive? A qualidade de vida que se apregoa, os bons ares, são uma realidade ou apenas a visão de citadinos nostálgicos de um regresso às origens (que muitos desconhecem quais sejam)?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:33


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D