Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Menir de Almendres

por Júlia, em 16.07.09

 

Era muito antiga intenção de visitar os monumentos megalíticos de Almendres. Foi sendo adiada ao longo do tempo mas, num destes dias do princípio do mês de Julho, com uma temperatura relativamente amena, a placa identificando a direcção que o viajante deve tomar para lá chegar, constituiu um apelo muito forte que levou à decisão de não deixar para uma próxima vez a visita a estes sítios arqueológicos.

Depois de deixarmos a estrada de alcatrão, na freguesia de Nossa Senhora de Guadalupe, não é muito fácil o caminho pela estrada de terra batida.

Ao longo do caminho é possível admirar o bosque que se vai adensando aqui e ali, sinal de que algumas daquelas terras deixaram de ser cultivadas. Chegados ao local onde não é possível continuar de carro, uma estreita vereda, ladeada vedações, permite caminhar dentro da Herdade de Almendres, onde se localiza o menir. É uma subida razoável e, chegados ao cimo do monte, eis que surge o imponente menir.

 

Na placa que se encontra no início da vereda, num alargamento da estrada, encontram-se informações sobre este monumento. De forma sintética, ficamos a saber que o Menir de Almendres tem uma forma ovóide alongada e é um exemplar característico dos menires da região de Évora. Datado do Neolítico Antigo/Médio, na parte superior tem um báculo gravado em baixo relevo, motivo decorativo que o liga à cultura agro-pastoril dos povos neolíticos. Parece estar relacionado com o recinto megalítico dos Almendres, pois o alinhamento entre os dois monumentos coincide com o nascer do Sol no solstício de Verão (Junho).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 08:27


1 comentário

Imagem de perfil

De Anna a 28.07.2009 às 01:30

É bom ver que ainda há gente que se preocupa em ver a vida na sua forma mais simples, mostrando a Natureza e dando a conhecer a nossa linda região que é o Alentejo.

Passarei a visitar com alguma frequencia. e já agora aqui fica o convite:

http://escritassoltas.blogs.sapo.pt

Cumps

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D