Terça-feira, 24 de Março de 2009

Safira

Todas as vezes que passávamos pela estrada, entre Montemor-o-Novo e Vendas Novas, a placa com o nome da terra, Safira, não deixava de nos atrair e foi ficando adiada durante anos e anos a intenção de a visitar.

No ano passado fiquei a saber que a aldeia de Safira estava abandonada (ver aqui), mas curiosidade levou-me a tentar visitá-la e ver, pelo menos, as suas ruínas.

A seguir a Vendas Novas, percorremos uma estrada estreita, sinuosa e em mau estado, por entre campos cultivados, rebanhos de ovelhas e montados de sobro. Quando finalmente chegámos à aldeia, o que se viu foram algumas casas em ruínas e, no cimo de uma elevação, o que resta de uma igreja de dimensão apreciável. Todo o terreno em volta da antiga aldeia está vedado, existindo uma pequena cancela que dá acesso ao centro. No entanto, às barreiras que o proprietário da terra colocou, vieram juntar-se as silva que se desenvolveram exuberantemente, tornando a visita às ruínas uma tarefa pouco praticável.

 

A torre da igreja domina a paisagem e vêem-se algumas das casas em ruínas que confrontam com a entrada do templo.

 

 

Esta casa encontra-se junto à estrada. No lado esquerdo, entre a vegetação e as paredes da casa, está a cancela que, teoricamente, daria acesso à aldeia.

 

A chaminé da casa anterior, com um belo trabalho na grelha de abertura de saída do fumo.

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:24
link do post | comentar | favorito
partilhar
5 comentários:
De Luiz a 24 de Março de 2009 às 14:53
É, desde que não haja condições para se viver num local, as pessoas mudam-se para outro. O pior é quando não há condições em nenhum local.

Na aldeia onde vivo, restam uns quantos reformados, mais uns poucos a caminho disso. Quanto à população mais jovem, recentemente ficou quase toda sem trabalho.

E, como estas coisdas nem sempre acontecem só aos outros, também eu estou em vias de ficar nessa situação (com a agravante de que não sou propriamente jovem).

Safira tinha nome de pedra preciosa...

Cumpmts
De Sofia Almeida a 8 de Março de 2012 às 16:46
Pois, tem toda a razão. Portanto é precio criar condições para que as pessoas se possam fixar. Eu gostava que me falasse mais da aldeia de Safira.
Também acho um desperdício de potencial estas relíquias, e aquela gente, particularmente os mais idosos abandonados à sua sorte.

A aldeia e as terras circundantes têm donos?

Cumprimentos

Sofia Almeida
De Júlia a 9 de Março de 2012 às 14:50
Sofia,
Só conheci Safira nesta ocasião. Suponho que a aldeia estará dentro de uma propriedade, atendendo às vedações que ali se podem observar. Não sei mais nada sobre a história desta antiga aldeia.
Se consultar o blogue cuja ligação tenho no texto, poderá eventualmente encontrar mais informação sobre esta e outras aldeias do concelho de Montemor-o-Novo.
Cumprimentos
De Sofia Almeida a 9 de Março de 2012 às 15:05
Obrigada Júlia

Assim farei...

Um abraço


Sofia Almeida
De ana vasconcelos a 4 de Novembro de 2013 às 16:11
Boa tarde Sofia.
Chegou a saber se Safira é propriedade de alguém?

se me puder responder, agradeço.
obrigada

Comentar post

.mais sobre mim

O Entre Tejo e Odiana foi distinguido com o prémio Zé de Mello '09, na categoria Blogosfera Regional. . Agradeço a todos os que votaram. . http://josedemello.blogspot.com/

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Onde estou


Ver mapa maior

.pesquisar

 

.posts recentes

. Lixo

. Rua e telhados

. Rosa

. Na albufeira do Caia

. Orquídeas e camélias...

. Março

. Dia da poesia

. Flores

. Rua de Barbacena

. Laranjas e limões

. Mercado mensal

. Olival

. Noite de Natal

. Medronheiro

. Chuva

.arquivos

.concelhos e outros temas

. abrantes

. alandroal

. alcochete

. alcoutim

. aldrabas

. alentejo

. alter do chão

. ambiente

. animais

. arraiolos

. arronches

. artesanato

. árvores

. avis

. beiras

. beja

. borba

. caia

. campo maior

. castelo de vide

. castro verde

. coretos

. crato

. culturas

. educação

. elvas

. ericeira

. estremadura

. estremoz

. eventos

. évora

. festas do povo 2011

. festas do povo 2015

. flores

. fontes

. fronteira

. gavião

. igrejas

. jardim

. lisboa

. marvão

. mértola

. monforte

. montemor-o-novo

. montijo

. mora

. moura

. mourão

. música

. nisa

. olivença

. paisagens

. pelourinhos

. pessoal

. plantas

. ponte de sor

. portalegre

. portel

. porto

. postdoano

. póvoa de varzim

. redondo

. reguengos de monsaraz

. rios

. segundo

. serpa

. setúbal

. sousel

. trás-os-montes

. viana do alentejo

. vidigueira

. vila viçosa

. todas as tags

.favoritos

. Revisitando Serpa - ruas ...

. Choça

. Aldeia de Sande

. Ribeira de Seda, Pisão

. Entre Tejo e Odiana

. Igreja de Santo Aleixo

. Pôr-do-sol sobre a albufe...

. O nascer do Sol no Alente...

.ligações

Estou no Blog.com.pt

.últ. comentários

Olá amiga, tudo bem convosco, gostei de ver seus m...
pregunto a quem souber não será nos arredores...
Nos últimos anos muito mudou no que respeita às ár...
Vivi em Campo Maior entre 1948 e 1954 (entre os 4 ...
No mês de Novembro visitei o interior desta fortal...
Jardins com arte e muito trabalho. As fotos mostra...
Lindas as imagens deste blog
Muito bonito, uma árvore num meio urbano...
Que beleza :)

.mais comentados

20 comentários
17 comentários
15 comentários
15 comentários
14 comentários
14 comentários
12 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds