Terça-feira, 5 de Abril de 2011

Composição

 

Quando cheguei a Tolosa, o elemento mais destacado era o depósito da água. Junto, o mercado, bastante concorrido, a contrastar com a restante povoação, onde se via pouca gente na rua. Grupos de homens falavam de um modo que me era muito familiar nos meus tempos de infância, de que se destaca o som muito fechado das vogais.

 

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:31
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Sábado, 2 de Abril de 2011

Coreto de Tolosa

 

A tradição das bandas filarmónicas, no Alto Alentejo, está bem patente nos coretos que existem mesmo nas povoações mais pequenas. Este ocupa parte de um largo com algumas casas tradicionais, onde o granito dos umbrais de portas e janelas contrasta com o branco que cobre as fachadas, apenas sublinhado pelas barras amarelas que marcam a separação dos prédios e os rodapés.

 

concelhos e outros temas: ,
publicado por Júlia às 10:37
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
| | partilhar
Quinta-feira, 31 de Março de 2011

Igreja de Tolosa

 

A sobriedade do portal da igreja matriz de Tolosa, construída no século XV e consagrada a Nossa Senhora da Encarnação, referida por uma habitante apenas como "a igreja". 

Tolosa foi sede de concelho até ao século XIX, pertencendo aos domínios do Priorado do Crato.

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 10:45
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
| | partilhar
Terça-feira, 29 de Março de 2011

Torre em Tolosa

 

Vista de longe, parece a torre de uma igreja. No entanto, trata-se apenas da torre do relógio de Tolosa. Bonita e bem cuidada, considerando o estado da pintura, contrasta com a decadência da construção adjacente. 

Na porta de entrada na torre encontra-se a inscrição que se pode ver na imagem seguinte.

 

 

 

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 10:30
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
| | partilhar
Sexta-feira, 4 de Março de 2011

Interior

 

É uma imagem que já foi mais evidente em tempos passados: numerosas mulheres, umas velhas, outras mais novas, vestidas de luto, cobertas de negro da cabeça aos pés. Mas a tradição ainda permanece nalgumas localidades. É o caso desta velha mulher, toda vestida de negro, a cabeça coberta por um lenço da mesma cor a que acrescentou o pormenor do pequeno chapéu, tipo panamá, sinal de que vai para o campo. O balde vai vazio, mas virá, certamente cheio no regresso a casa.

Visto em Tolosa.

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:28
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
| | partilhar
Sábado, 2 de Outubro de 2010

Amieira do Tejo. Casa do Balcão

 

Casa onde funcionaram os antigos Paços do Concelho. Tem uma placa na frontaria com as datas de 1682 e 1830. Foi recuperada recentemente e no rés-do-chão funciona um pequeno café. Muito interessante o pátio abobadado limitado por três arcos góticos.
Debaixo da abóbada a frescura que se sentia num dia de Primavera a anunciar o Verão convidava a descansar no bando estrategicamente ali colocado.
Aqui termina também uma das ruas perpendiculares à rua principal.
Em frente o portal da capela da Misericórdia

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:30
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
| | partilhar
Quinta-feira, 30 de Setembro de 2010

Azinhagas

Atrás da casa havia uma azinhaga. No Inverno, as pedras soltas de granito dos muros cobriam-se de musgo, de fetos e de uma planta de folhas peltadas e carnudas a que chamávamos filhós, por se assemelharem aos tradicionais fritos de massa, próprios da época do Natal. Nalguns pontos dos muros, cavalgavam silvas que, no Verão, nos proporcionavam a colheita das deliciosas amoras.
Provavelmente essa azinhaga já não existe, engolida pelo alastramento da área urbana. Lembro-me dela sempre que encontro outras azinhagas. Como esta em Amieira do Tejo.
.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:21
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
| | partilhar
Segunda-feira, 27 de Setembro de 2010

Amieira do Tejo. Casa

 

No cruzamento da Rua do Arrabalde com a Rua da Carreira, no limite sudoeste da povoação, encontra-se esta casa, cuja estrutura exterior indica ser o centro de uma exploração agrícola. O andar superior revela alguma preocupação estética nobilitante. Destacam-se, na fachada, as cantarias de granito e as janelas, curiosamente muito diferentes, destacando-se uma com sacada protegida por grade de ferro forjado e outra janela geminada.

 

 

Pormenor da janela geminada. Na frente da casa virada para a Rua da Carreira, à direita na foto, existe outra igual. Repare-se na conjugação do granito com o mármore da coluna central, a qual apresenta um capitel esculpido.

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:27
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
| | partilhar
Sábado, 25 de Setembro de 2010

Amieira do Tejo. Rua do Crato

 

A parte mais antiga da vila de Amieira do Tejo é constituída por ruas principais que se estendem longitudinalmente no sentido do vale onde se encontra situada. A mais central e também a mais extensa, do ponto de vista da toponímia, está dividida em vários troços. Um deles recorda o antigo senhorio destas terras, o Priorado do Crato. É interessante verificar que o último troço, no extremo norte recebe o nome de Rua de Santa Maria, geralmente atribuído à rua principal, nas povoações mais antigas. (Ver no Google Maps)

A rua do Crato.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:19
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Quinta-feira, 23 de Setembro de 2010

Amieira do Tejo. Casa

Casa de arquitectura popular, com a particularidade de ter telhado de uma água, quando, o mais comum, são os telhados de duas águas. Encontra-se no largo onde se situa o castelo e, o facto de apresentar este tipo de telhado, talvez se justifique pela acomodação da casa ao declive do terreno.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:33
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
| | partilhar
Terça-feira, 21 de Setembro de 2010

Amieira do Tejo. Capela de S. João Baptista

A capela, que parece incrustada na muralha do castelo e encostada à torre de S. João, foi contruída no seéculo XVI. Encimando a porta, a cruz de Malta.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:24
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Quarta-feira, 15 de Setembro de 2010

Amieira do Tejo

Amieira do Tejo é uma das freguesias que pertence, actualmente, ao concelho de Nisa. Já foi concelho e fazia parte dos domínios do Priorado do Crato - Ordem Militar do Hospital ou de Malta-, que se estendiam desde o concelho do Crato e se prolongavam para noroeste integrando as vilas e respectivos termos, de Tolosa, Comenda, Gavião e Amieira, na margem esquerda do Tejo, e Belver, na margem direita, e ainda os julgados do Envendo e do Carvoeiro. Estes últimos pertenciam, segundo o Numeramento de 1527-1532, à comarca da Estremadura e os primeiros à comarca de Entre Tejo e Odiana (Alentejo). É curioso verificar que, na actual divisão administrativa, Belver faz parte do concelho de Gavião, prolongando para a margem direita do Tejo o distrito de Portalegre, ou seja, manteve-se a unidade territorial herdada do Priorado do Crato. Envendos e o Carvoeiro, por outro lado, pertencem ao concelho de Mação.

Segundo o Numeramento, a vila da Amieira tinha 222 moradores - cerca de 900 habitantes - e era a segunda mais populosa, dos domínios do Priorado, logo a seguir à vila do Crato. Na informação contida neste documento consta ainda que possuía um castelo em bom estado de conservação.

Do alto da colina onde se situa a Capela do Calvário, avista-se a vila de Amieira do Tejo. Desde logo se observa uma aspecto importante: ao contrário de muitas das vilas fortificadas, as quais se encontram alcandoradas no cimo de montes, o castelo de Amieira e a  parte mais antiga da povoação situam-se num vale.

 

 

Vista de Amieira do Tejo, a partir da Capela do Calvário, vendo-se o castelo e a torre da igreja matriz

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:44
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
| | partilhar
Segunda-feira, 13 de Setembro de 2010

Capela do Calvário. Amieira do Tejo

 

 

Quando se chega próximo da vila de Amieira do Tejo, no cimo de uma colina, esta igreja domina a paisagem.  É um ponto de observação importante para a visita que se irá fazer a seguir.

"Erigida graças à vontade expressa em testamento de Vaz Caldeira, sargento-mor da Amieira, a capela ficou pronta em 1740. O interior, coberto por abóbada de berço, é composto por capela-mor, dois altares laterais e altar-mor todo de granito da região. Foi decretada imóvel de interesse público em 1950". História das Freguesias e Concelhos de Portugal. Vol. 12. Ed. Quidnovi.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:34
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
| | partilhar
Sábado, 11 de Setembro de 2010

Construção de pedra

Certamente, nunca terá sido casa de habitação. Provavelmente servia para acolher animais. Em Amieira do Tejo.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:14
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Quinta-feira, 9 de Setembro de 2010

Insólito

Vende-se Casa/Quintal - lê-se na parede do que foi uma casa e que agora é uma ruína. Fiquei com a ideia de que o anúncio se refere a esta propriedade. O local é magnífico, entre Amieira do Tejo e Barca da Amieira. Mas chamar casa a esta ruína? Imagino que, se alguém a comprar, muito pouco aproveita, a não ser o facto de ali já ter existido uma casa a sério. Em termos burocráticos, deve ser um factor a não desprezar.
Foto: Abril de 2010

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
| | partilhar
Domingo, 5 de Setembro de 2010

Alpalhão. Capela do Calvário

 

 

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 14:54
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
| | partilhar
Sexta-feira, 3 de Setembro de 2010

Vila Flor

 

Vila Flor é, actualmente, uma pequíssima povoação. No dia em por lá passei, uma manhã de Primavera, não se via ninguém na rua. Na parte central da aldeia e na estrada que liga a Amieira do Tejo, algumas casas estão arranjadas, mas não tinham indícios de estarem habitadas em permanência. Num dos extremos da aldeia, o abandono está bem patente nesta casa de arquitectura popular, com  sua imponente chaminé.
.

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
| | partilhar
Quinta-feira, 2 de Setembro de 2010

Vila Flor. Ruínas

 

Vila Flor era, no século XVI, um minúsculo concelho, situado no extremo nordeste do Alentejo, na margem esquerda do Rio Tejo. Pertencia à Ordem Militar de Cristo, tal como Nisa, Montalvão, Arez e Alpalhão. Na época tinha 50 moradores (cerca de 200 pessoas), mas a sua importância veio a diminuir ao longo do tempo. Ainda foi sede de freguesia, mas agora é apenas uma aldeia decadente do concelho de Nisa. Foi vila fortificada, mas hoje só existem alguns elementos que testemunham o que terá sido o castelo integrado na linha defensiva do Tejo.

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:08
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Quarta-feira, 18 de Agosto de 2010

Montalvão. Porta

 

A porta e o meu reflexo.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:46
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Segunda-feira, 16 de Agosto de 2010

Montalvão. Chaminé

 

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
| | partilhar
Sábado, 14 de Agosto de 2010

Montalvão. Casas e chaminé

 

.

São casas que parece terem sido modificadas, provavelmente, com intervenções sucessivas. Destaca-se a bela chaminé com um medalhão pintado a azul e a data de 1885.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:41
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Quinta-feira, 12 de Agosto de 2010

Montalvão. Recanto

 

Porta gótica e escadaria dupla: uma recente e a outra com os degraus desgastados pelo tempo.

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
| | partilhar
Terça-feira, 10 de Agosto de 2010

Montalvão. Largo e fonte

 

 

concelhos e outros temas: ,
publicado por Júlia às 08:35
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
| | partilhar
Domingo, 8 de Agosto de 2010

Montalvão. Casas coloridas

 

Na Rua do Arrabalde, este curioso e pouco habitual conjunto de casas de cores contrastantes e com os elementos da fachada acomodados à respectiva dimensão.

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:33
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
| | partilhar
Sexta-feira, 6 de Agosto de 2010

Montalvão. Casas

 

Numa das ruas de Montalvão. Curiosa a forma da chaminé.

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:31
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Quarta-feira, 4 de Agosto de 2010

Montalvão. Igreja da Misericórdia

 

Em frente da igreja de Montalvão, localiza-se a igreja da Misericórdia. O banco corrido convida a gozar a sombra num dia de Primavera, com a temperatura a fazer lembrar que o Verão se aproxima.

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:23
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Segunda-feira, 2 de Agosto de 2010

Montalvão. Igreja

 

A igreja de Montalvão, situada junto das ruínas do castelo, sobressai no conjunto da povoação.  Terá sido contruída nos séculos XIII e XIV mas, da construção gótica, restam apenas a porta principal e as laterais. Como na maioria das igrejas, foram-lhe acrescentados elementos que caracterizam a arquitectura maneirista e barroca. O interior é muito interessante e merece uma visita.

 

Vista da igreja. Em  frente da igreja não existe um largo, mas um ligeiro alargamento da Rua do Arrabalde.

 

 

 

A porta principal

 

 

A porta lateral virada a Sul.

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
| | partilhar
Sábado, 31 de Julho de 2010

Montalvão. Ruínas do castelo

 

Montalvão foi para mim, durante muito tempo, nome de terra conhecido e associado a um dos grandes círios que existiam (suponho que ainda existem) na igreja matriz do Crato. Em Abril passado, cumpri uma antiga intenção de visitar a vila que já foi sede de concelho, mas que agora é a sede de umas das freguesias do concelho de Nisa. Fica localizada no Nordeste do distrito de Portalegre, um pouco longe das principais vias de comunicação.
Do castelo pouco mais resta do que as muralhas construídas em xisto, com uma forma aproximadamente oval. O interior é um amplo terreiro onde existe testemunho de que o concelho pertenceu aos domínios da Ordem de Cristo.
Entrada do castelo
Dois ciprestes animam o desolado terreiro no interior da muralha. A paisagem que daqui se avista é deslumbrante.
.
O castelo situa-se no extremo Leste da povoação. Logo a seguir encontra-se a igreja, depois as ruas que dela partem e que guardam memórias de tempos passados, quer como centro administrativo, quer na sua arquitectura.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
| | partilhar
Quinta-feira, 29 de Julho de 2010

Nisa. Fonte

 

Localizada no Jardim Municipal, datada de 1932

 

concelhos e outros temas: ,
publicado por Júlia às 08:02
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Terça-feira, 27 de Julho de 2010

Nisa. Praça

 

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:44
link do post | comentar | favorito
| | partilhar

.mais sobre mim

O Entre Tejo e Odiana foi distinguido com o prémio Zé de Mello '09, na categoria Blogosfera Regional. . Agradeço a todos os que votaram. . http://josedemello.blogspot.com/

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Onde estou


Ver mapa maior

.pesquisar

 

.posts recentes

. Composição

. Coreto de Tolosa

. Igreja de Tolosa

. Torre em Tolosa

. Interior

. Amieira do Tejo. Casa do ...

. Azinhagas

. Amieira do Tejo. Casa

. Amieira do Tejo. Rua do C...

. Amieira do Tejo. Casa

. Amieira do Tejo. Capela d...

. Amieira do Tejo

. Capela do Calvário. Amiei...

. Construção de pedra

. Insólito

.arquivos

.concelhos e outros temas

. abrantes

. alandroal

. alcochete

. alcoutim

. aldrabas

. alentejo

. alter do chão

. ambiente

. animais

. arraiolos

. arronches

. artesanato

. árvores

. avis

. beiras

. beja

. borba

. caia

. campo maior

. castelo de vide

. castro verde

. coretos

. crato

. culturas

. educação

. elvas

. ericeira

. estremadura

. estremoz

. eventos

. évora

. festas do povo 2011

. festas do povo 2015

. flores

. fontes

. fronteira

. gavião

. igrejas

. jardim

. lisboa

. marvão

. mértola

. monforte

. montemor-o-novo

. montijo

. mora

. moura

. mourão

. música

. nisa

. olivença

. paisagens

. pelourinhos

. pessoal

. plantas

. ponte de sor

. portalegre

. portel

. porto

. postdoano

. póvoa de varzim

. redondo

. reguengos de monsaraz

. rios

. serpa

. setúbal

. sousel

. trás-os-montes

. viana do alentejo

. vidigueira

. vila viçosa

. todas as tags

.favoritos

. Revisitando Serpa - ruas ...

. Choça

. Aldeia de Sande

. Ribeira de Seda, Pisão

. Entre Tejo e Odiana

. Igreja de Santo Aleixo

. Pôr-do-sol sobre a albufe...

. O nascer do Sol no Alente...

.ligações

Estou no Blog.com.pt

.últ. comentários

Jardins com arte e muito trabalho. As fotos mostra...
Lindas as imagens deste blog
Muito bonito, uma árvore num meio urbano...
Que beleza :)
Por acaso esta arvore de flores amarelas dem choro...
Ola,eu tenho essa fruta plantada,o pé esta carrega...
Olá, parabéns pelos artigos! Conte conosco para di...
Parabéns pelo seu bom gosto!
Há procura de cortinas tipicamente alentejanas dei...

.mais comentados

5 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds