Terça-feira, 8 de Julho de 2008

Fonte em Cabeço de Vide

Fonte datada de 1892. À direita, seguindo o poial que se vê na foto, está o bebedouro para os animais.

concelhos e outros temas: ,
publicado por Júlia às 08:07
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Quarta-feira, 2 de Julho de 2008

S. Zacarias

S. Zacarias representado num azulejo, na parede de uma casa, em Cabeço de Vide.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 18:31
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Quarta-feira, 9 de Abril de 2008

A estação de Cabeço de Vide

Num Guia de Portugal que, em tempos, foi publicado e distribuído pelo semanário Expresso, escrevia-se o seguinte sobre a estação de Cabeço de Vide: "Esta espelha a atitude da CP perante as linhas desactivadas. É uma pequena jóia a caminho da degradação, com janelas e pináculos em cantaria de granito; nas paredes, painéis de azulejo com motivos bucólicos, assinados «Battistini 1933»".

Existe neste Guia uma fotografia que mostra a linha de caminho de ferro coberta de vegetação e vêem-se os painéis de azulejo da gare, que hoje já não existem, e um na fachada lateral, do qual resta muito pouco. O desastre não foi total porque, entretanto, o edifício da estação foi ocupado por um hotel e nos antigos armazéns está agora instalado  um restaurante.

Os painéis que pude observar encontram-se na fachada oposta à da gare, voltada para o largo de acesso à antiga estação. Não é muito fácil fotografá-los devido aos vasos de plantas que os proprietários do hotel lá colocaram. Além dos já mostrados aqui e aqui, conseguimos registar estes que são uma boa amostra de cenas de um tempo e de uma sociedade que nos parecem já muito distantes.

 

 

 

 

 

 

Junto ao friso superior e na extremidade das fachadas, o elemento decorativo que se segue e que se pode ver muito sumido  na foto antiga do Guia do Expresso. Aparece agora bem destacado pelo facto de ter sido pintado de cores vivas.

 

 

                

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 09:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
| | partilhar
Segunda-feira, 24 de Março de 2008

Cabeço de Vide. Paisagens

Paisagem alentejana vista de Cabeço de Vide. Janeiro de 2008.

 

Pode avaliar-se o crescimento de Cabeço de Vide por esta imagem que mostra parte dos novos bairros da povoação.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 09:51
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
| | partilhar
Sábado, 22 de Março de 2008

Cabeço de Vide. Rua e casas

Cabeço de Vide é uma povoação que vale a pena visitar e apreciar com todo o vagar. A antiga vila desenvolveu-se a partir do cimo do monte, onde ainda existem restos do castelo medieval e os símbolos de governo do extinto concelho - casa da câmara e pelourinho. Ao longo da encosta vão-se estendo as ruas com casas ora de aspecto modesto, ora indiciando a riqueza dos seus proprietários. O conjunto é muito bonito e as casas estão bem cuidadas. É evidente que, como em todo o lado, algumas casas se apresentam em estado de degradação. Mas, como são em minoria, não afectam a impressão geral que se tem da vila. 

 

Uma das ruas do centro histórico

 

Casa com decoração em relevo pintada a amarelo.

 

Casa com sacadas protegidas por grades do século XVIII.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 09:50
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
| | partilhar
Quinta-feira, 20 de Março de 2008

Cabeço e Vide. Capelas e Igrejas

Capela de Nossa Senhora dos Anjos, reconstruída no século XVIII. Era local de romaria na 2ª feira a seguir à Páscoa.

 

No Largo de Nª. Srª do Carmo esta capela encontrava-se em obras de recuperação, aparentemente para uma função diferente do culto.

 

Igreja de Nª Srª do Carmo, matriz de Cabeço de Vide, com elementos construídos no século XVI. Tem uma inscrição que indica que está à altitude de 336m.

 

Igreja da Misericórdia e Santa Casa da Misericórdia de Cabeço de Vide.

concelhos e outros temas: ,
publicado por Júlia às 09:49
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
| | partilhar
Terça-feira, 18 de Março de 2008

Cabeço de Vide, Torre do Relógio

 

A Torre do Relógio, anexa ao edifício da antiga câmara municipal.

 

 

Porta de entrada para a Torre.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 09:25
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
| | partilhar
Segunda-feira, 17 de Março de 2008

Pelourinhos (6)

Deixando a parte baixa da povoação e subindo as íngremes ruas, chega-se ao largo largo onde se situa a antiga casa da câmara e o pelourinho.

 

 

O pelourinho de Cabeço de Vide, construído no século XVI. Feito em granito, este monumento testemunha a antiga condição de Cabeço de Vide como sede de concelho. Ao fundo pode ver-se a antiga casa da câmara e a torre comunal, também construídas no século XVI.

 

O pelourinho, a casa da câmara e a torre comunal representados num dos painéis de azulejos da antiga estação de caminho de ferro.

concelhos e outros temas: ,
publicado por Júlia às 09:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
| | partilhar
Sábado, 15 de Março de 2008

Cabeço de Vide. Cruzeiro

O cruzeiro de Cabeço de Vide terá sido erguido no século XVI e é todo feito em mármore.

 

 O cruzeiro, vendo-se, à esquerda, a Igreja do Espírito Santo e, ao fundo, parte do Rossio.

 

 Neste lado da cruz, uma imagem de Nossa Senhora da Piedade.

 

No lado oposto, Cristo crucificado.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 09:16
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
| | partilhar
Quinta-feira, 13 de Março de 2008

Cabeço de Vide. Igreja do Espírito Santo

Do Rossio vêem-se as traseiras da Igreja do Espírito Santo. A frente da igreja dá para um largo que se encontrava em obras (finais de Janeiro de 2008). O edifício, recentemente objecto de recuperação, resplandecia na sua brancura,  constrastando com o azul do céu.

 

 Vista geral da Igreja do Espírito Santo, cuja construção data do século XVI.

À direita vê-se o cruzeiro.

 

 A representação da Igreja do Espírito Santo e do cruzeiro no painel de azulejo da antiga estação de caminho de ferro, hoje ocupada por uma unidade hoteleira. Intencionalmente, deixei na foto parte da inscrição que se encontra por cima do painel: "Norte Alentejo. Onde o tempo é tempo".

 

A torre sineira

 

 O portal de mármore da igreja.

 

O interior da igreja

concelhos e outros temas: ,
publicado por Júlia às 10:09
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
| | partilhar

Cabeço de Vide. Chaminé

Cabeço de Vide já foi sede de concelho mas, actualmente, é uma das freguesias do concelho de Fronteira. A página da Junta de Freguesia contém informação histórica sobre a povoação e outros aspectos de interesse.

Quando se chega a Cabeço de Vide, a entrada faz-se pela parte mais baixa onde se localiza o Rossio, um grande rectângulo enquadrado por casas. No topo  Norte, há um largo onde se localiza o solar Simas Cardoso, construído no século XVIII que é, actualmente, utilizado para turismo de habitação.

Além deste belo edifício, outros aspectos chamam a nossa atenção: uma chaminé decorada e a Igreja do Espírito Santo.

 

Chaminé decorada.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 09:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
| | partilhar
Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2008

Igrejas de Fronteira

 Igreja Matriz, construída no século XVI. São impressionantes os gigantes laterais que suportam a cobertura da igreja. O frontão é muito curioso pelos relevos que ostenta, pintados de azul.

 

 Igreja da Misericórdia e Santa Casa da Misericórdia de Fronteira. A construção da igreja é também do século XVI, embora, como no caso da Matriz, com modificações posteriores.

 

Pormenor da Igreja da Misericórdia.

concelhos e outros temas: ,
publicado por Júlia às 09:51
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
| | partilhar
Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2008

Fonte de Fronteira

Quando se chega a Fronteira, vindo de Sousel, antes de entrar na vila, encontra-se esta fonte monumental.

É uma fonte com função de abastecimento público de água e de bebedouro de animais.

 

 Vista geral da fonte.

 

 A parte da fonte destinada ao abastecimento público está protegida por uma grade.

 

 O tanque e as carrancas da fonte que, na altura, não tinha água.

 

 O frontão da fonte, vendo-se o escudo com as armas de Portugal. Os azulejos que cobrem a fonte estão em muito mau estado.

 

 

concelhos e outros temas: ,
publicado por Júlia às 09:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
| | partilhar
Sábado, 16 de Fevereiro de 2008

Porta e janelas de Fronteira

 Porta de uma das casas da Rua dos Trigueiros

 

 Janela com cantaria em mármore e sacada com grade de ferro forjado. Rua dos Trigueiros.

 

 Janela de guilhotina, com cantaria em mármore. Rua dos Trigueiros.

 

Janela do 1º andar de uma casa de gosto popular, mas que se encontra em muito mau estado de conservação.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:58
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
| | partilhar
Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008

Pelourinhos (4)

O pelourinho de Fronteira

concelhos e outros temas: ,
publicado por Júlia às 12:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
| | partilhar
Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008

Fronteira - pormenores

Nas minhas andanças pelas terras do Norte Alentejano, uma das que mais me surpreendeu foi Fronteira. É muito bonita e nota-se um cuidado quer na recuperação do património, quer em aspectos a que dou grande importância, como a limpeza da vila. Fui lá num domingo. Infelizmente, nas nossas terras, quer os principais monumentos, quer os postos de turismo estão, geralmente, fechados. É inacreditável que os postos de turismo não estejam abertos todos os dias a semana. É verdade que os folhetos informativos são muito limitados e nem sempre contêm a informação de que necessitamos. Mas sempre seria uma ajuda.

Há também disponíveis alguns roteiros, mas reflectem o gosto de quem os faz. Por exemplo, um dos roteiros que consultei, não recomendava a visita a Fronteira.

Quanto às igrejas, só se pode ver o interior se tivermos a sorte de apanhar o horário de culto.

Resta a quem se desloca a estas terras, alguma informação que existe em pequenos painéis junto dos principais monumentos. E, sobretudo, observar o tecido urbano e ir descobrindo aspectos e pormenores que caracterizam e tornam especiais cada uma destas terras.

 

 Arco da antiga porta da fortaleza de Fronteira, vendo-se parte da Praça da República e, a seguir, a Rua dos Trigueiros que tem um dos mais notáveis conjuntos de casas nobres dos séculos XVII e XVIII.

 

Janela dupla com sacada de uma das casas da Rua dos Trigueiros. O ferro forjado desta sacada, bem como de outras da mesma rua, são autênticas obras de arte.

 

Mas nem tudo são casas apalaçadas em Fronteira. Numa rua paralela à Rua dos Trigueiros, localiza-se esta casa de arquitectura popular, muito comum nesta região.

Fotografei-a porque é semelhante à casa onde nasci e vivi durante alguns anos.

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 13:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
| | partilhar
Sábado, 8 de Dezembro de 2007

Rua de Fronteira

Rua de Fronteira, vendo-se a Torre do Relógio, construída em 1613 e reparada em 1878.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 12:27
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
| | partilhar
Sexta-feira, 30 de Novembro de 2007

Coretos 9

Coreto de Fronteira

concelhos e outros temas: ,
publicado por Júlia às 15:10
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Sábado, 24 de Novembro de 2007

Casa dos azulejos

Não, não fiz uma viagem à Beira Litoral, onde há uns tempos pude observar casas arquitectónicamente parecidas com esta. Continuo no Alentejo.

Esta casa constitui, de facto, uma nota dissonante numa das ruas mais bonitas de uma bela vila alentejana: Fronteira. Nesta rua, a casa dos azulejos contrasta vivamente com as outras casas brancas, com cantarias de mármore nas ombreiras das portas e janelas e as sacadas com grades de ferro forjado de belos e diversificados desenhos, constituindo um dos conjuntos mais harmoniosos e ricos que pude observar.

 

 

Esta casa fez-me lembrar a polémica sobre a introdução de estilos arquitectónicos diferentes dos tradicionais em cada região. Esta questão não é nova. As casas dos "brasileiros torna viagem", emigrantes portugueses enriquecidos no Brasil, foram objecto de troça e consideradas de mau-gosto; com o passar do tempo, são agora apreciadas e adquiriram o estatuto de património a preservar. Também foi grande o alarido à volta das casas genericamente designadas "estilo maison" que os nossos compatriotas emigrantes em França e noutros países europeus construíram com o fruto do seu trabalho e das economias que conseguiram amealhar. Neste caso, sempre entendi que a intenção não era ostentar nem chocar, mas reproduzir os níveis de conforto que tinham encontrado nos países de acolhimento, em nítido contraste com as características das casas tradicionais das suas regiões de origem.

Esta casa de Fronteira deve ter uma história e não me choca que seja tão diferente das outras de traça claramente alentejana.  

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 15:53
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
| | partilhar

.mais sobre mim

O Entre Tejo e Odiana foi distinguido com o prémio Zé de Mello '09, na categoria Blogosfera Regional. . Agradeço a todos os que votaram. . http://josedemello.blogspot.com/

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Onde estou


Ver mapa maior

.pesquisar

 

.posts recentes

. Fonte em Cabeço de Vide

. S. Zacarias

. A estação de Cabeço de Vi...

. Cabeço de Vide. Paisagens

. Cabeço de Vide. Rua e cas...

. Cabeço e Vide. Capelas e ...

. Cabeço de Vide, Torre do ...

. Pelourinhos (6)

. Cabeço de Vide. Cruzeiro

. Cabeço de Vide. Igreja do...

. Cabeço de Vide. Chaminé

. Igrejas de Fronteira

. Fonte de Fronteira

. Porta e janelas de Fronte...

. Pelourinhos (4)

.arquivos

.concelhos e outros temas

. abrantes

. alandroal

. alcochete

. alcoutim

. aldrabas

. alentejo

. alter do chão

. ambiente

. animais

. arraiolos

. arronches

. artesanato

. árvores

. avis

. beiras

. beja

. borba

. caia

. campo maior

. castelo de vide

. castro verde

. coretos

. crato

. culturas

. educação

. elvas

. ericeira

. estremadura

. estremoz

. eventos

. évora

. festas do povo 2011

. festas do povo 2015

. flores

. fontes

. fronteira

. gavião

. igrejas

. jardim

. lisboa

. marvão

. mértola

. monforte

. montemor-o-novo

. montijo

. mora

. moura

. mourão

. música

. nisa

. olivença

. paisagens

. pelourinhos

. pessoal

. plantas

. ponte de sor

. portalegre

. portel

. porto

. postdoano

. póvoa de varzim

. redondo

. reguengos de monsaraz

. rios

. serpa

. setúbal

. sousel

. trás-os-montes

. viana do alentejo

. vidigueira

. vila viçosa

. todas as tags

.favoritos

. Revisitando Serpa - ruas ...

. Choça

. Aldeia de Sande

. Ribeira de Seda, Pisão

. Entre Tejo e Odiana

. Igreja de Santo Aleixo

. Pôr-do-sol sobre a albufe...

. O nascer do Sol no Alente...

.ligações

Estou no Blog.com.pt

.últ. comentários

Muito bonito, uma árvore num meio urbano...
Que beleza :)
Por acaso esta arvore de flores amarelas dem choro...
Ola,eu tenho essa fruta plantada,o pé esta carrega...
Olá, parabéns pelos artigos! Conte conosco para di...
Parabéns pelo seu bom gosto!
Há procura de cortinas tipicamente alentejanas dei...
Ah e como Évora é bonita... como Portugal é bonito...
O Alentejo tem este condão, esta magia!Tem na pale...

.mais comentados

blogs SAPO

.subscrever feeds