Sexta-feira, 9 de Março de 2007

Olivença II - Finais dos anos 70 do século XX

Conheci Olivença nos finais dos anos 70 do século passado. Na parte antiga da povoação, cingida pelas muralhas seiscentistas, muitas casas apresentavam uma traça nitidamente portuguesa, como o conjunto que se encontra frente à Igreja de Santa Maria, o palácio dos Duques de Cadaval (ocupado pelo Ayuntamiento) com a sua porta manuelina, o edifício da Misericórdia (a única existente em Espanha) e outras casas importantes como a da Condessa de Marialva. A existência de elevado poder económico de algumas pessoas, manifestava-se na opulência de alguns edifícios.
Nesta altura, notavam-se já algumas alterações no conjunto urbano, sobretudo nas ruas com função comercial predominante, com casas com um estilo arquitectónico mais de acordo com o gosto espanhol. Nestas, podiam ver-se as “cristaleras” ou “miradores” (varandas envidraçadas), raras em Olivença, onde são designadas por “balcones”.

Planta de Olivença - Anos 70
A expansão da cidade fez-se à custa da destruição de um troço da muralha seiscentista, entre o baluarte de S. Francisco e o baluarte da Cortadura. Este baluarte foi aproveitado para nele instalar a praça de touros. O bairro periférico, de construção modesta, espelhava o fraco desenvolvimento da cidade, A agricultura e a pecuária eram as principais actividades. Havia uma forte emigração devido à falta de novos empregos.
Era, de facto, uma cidade que apresentava sinais evidentes do abandono e certo ostracismo a que, provavelmente, fora votada pelo regime franquista, a exemplo de outras terras da Extremadura. A Igreja da Madalena estava rodeada por um largo de terra batida, o que conferia a este local um ar de desolação. No entanto, notava-se já alguma intenção de alterar a situação, com a recuperação de antigos edifícios, como o imponente quartel de cavalaria, para nele instalar uma escola.
Vestígios do período português ainda perduravam no folclore, em certos usos e costumes e no falar dos oliventinos. O português era ainda falado pelos mais idosos e nos estratos sócio-económicos com mais baixo nível de escolaridade. Mas, mesmo os que só falavam o castelhano, entendiam perfeitamente o português e distinguiam-se pela entoação e por usarem palavras e expressões de origem portuguesa, incompreensíveis para os espanhóis de terras vizinhas.

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 16:55
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
2 comentários:
De kaska a 10 de Março de 2007 às 19:51
Olá passei, para desejar um bom fim de semana e continuação de bons escritos.
De Júlia a 13 de Março de 2007 às 14:06
Ora viva!
Como no fim de semana estive mtº ocupada, não pude retribuir os votos que me enviou.
Aproveito para mandar cumprimentos aos colegas da Escola que "ia fechar, mas afinal não fecha" e desejar-lhes bom trabalho.

Comentar post

.mais sobre mim

O Entre Tejo e Odiana foi distinguido com o prémio Zé de Mello '09, na categoria Blogosfera Regional. . Agradeço a todos os que votaram. . http://josedemello.blogspot.com/

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Onde estou


Ver mapa maior

.pesquisar

 

.posts recentes

. Jardim de papel 4

. Jardim de papel 3

. Jardim de papel 2

. Jardim de papel 1

. Animais

. Chaminé em Campo Maior

. Monumento a Eça de Queiro...

. Pelourinho da Póvoa de Va...

. Mar

. Oliveira

. Orquídeas

. Rosa do meu jardim

. Passeando por Lisboa

. Árvore

. Lisboa moderna

.arquivos

.concelhos e outros temas

. abrantes

. alandroal

. alcochete

. alcoutim

. aldrabas

. alentejo

. alter do chão

. ambiente

. animais

. arraiolos

. arronches

. artesanato

. árvores

. avis

. beiras

. beja

. borba

. caia

. campo maior

. castelo de vide

. castro verde

. coretos

. crato

. culturas

. educação

. elvas

. ericeira

. estremadura

. estremoz

. eventos

. évora

. festas do povo 2011

. festas do povo 2015

. flores

. fontes

. fronteira

. gavião

. igrejas

. jardim

. lisboa

. marvão

. mértola

. monforte

. montemor-o-novo

. montijo

. mora

. moura

. mourão

. música

. nisa

. olivença

. paisagens

. pelourinhos

. pessoal

. plantas

. ponte de sor

. portalegre

. portel

. porto

. postdoano

. póvoa de varzim

. redondo

. reguengos de monsaraz

. rios

. serpa

. setúbal

. sousel

. trás-os-montes

. viana do alentejo

. vidigueira

. vila viçosa

. todas as tags

.favoritos

. Revisitando Serpa - ruas ...

. Choça

. Aldeia de Sande

. Ribeira de Seda, Pisão

. Entre Tejo e Odiana

. Igreja de Santo Aleixo

. Pôr-do-sol sobre a albufe...

. O nascer do Sol no Alente...

.ligações

Estou no Blog.com.pt

.últ. comentários

Muito bonito, uma árvore num meio urbano...
Que beleza :)
Por acaso esta arvore de flores amarelas dem choro...
Ola,eu tenho essa fruta plantada,o pé esta carrega...
Olá, parabéns pelos artigos! Conte conosco para di...
Parabéns pelo seu bom gosto!
Há procura de cortinas tipicamente alentejanas dei...
Ah e como Évora é bonita... como Portugal é bonito...
O Alentejo tem este condão, esta magia!Tem na pale...

.mais comentados

20 comentários
17 comentários
15 comentários
14 comentários
14 comentários
14 comentários
12 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds