Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2012

Crato. Fonte do Crespo

O Crato possui um conjunto de fontes, todas periféricas em relação ao núcleo antigo da povoação. Estando esta assente sobre granito, é nos vales à volta que se encontram as fontes que, durante muito tempo, serviram para abastecer de água a população da vila. Já aqui mostrei Fonte de Perofilho e a Fonte de Beringuel. Seguindo a rota das fontes de Este para Oeste, aproveitei uma ida à minha terra para fotografar a Fonte do Crespo (e outras) que, segundo a placa que se encontra na parte superior, foi construída em 1890, nela constando também o nome da vereação que, à data, formava o elenco camarário.
Antigamente acedia-se a esta fonte por uma azinhaga. Com o crescimento da vila, agora é uma rua que dá acesso a um espécie de largo calcetado onde se encontra a fonte. Ainda há quem se sirva da água da bica que se vê à direita. A outra não corre e foi sempre considerada uma água de má qualidade.

concelhos e outros temas: ,
publicado por Júlia às 16:21
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
2 comentários:
De Existe um Olhar a 23 de Fevereiro de 2012 às 23:18
Gosto destas fontes e de todas as que me vais dando a conhecer. Em Óbidos há algumas parecidas e em tempos idos também serviam de bebedouro para os animais.

Manu
De Júlia a 24 de Fevereiro de 2012 às 11:03
Estas também tinham essa função, no tempo em que os animais eram fundamentais para a atividade agrícola e para os transportes.
Suponho que as fontes de Óbidos tenham como diferença a cor das barras, talvez pintadas de azul. Aqui, no Crato, todas estão pintadas de branco e amarelo.
Noutras terras alentejanas, também se encontra muito frequentemente o azul.

Comentar post

.mais sobre mim

O Entre Tejo e Odiana foi distinguido com o prémio Zé de Mello '09, na categoria Blogosfera Regional. . Agradeço a todos os que votaram. . http://josedemello.blogspot.com/

.Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.Onde estou


Ver mapa maior

.pesquisar

 

.posts recentes

. Mercado mensal

. Olival

. Noite de Natal

. Medronheiro

. Chuva

. Oliveiras

. Outono no rio

. Outono

. Bancos

. Oliveira

. Jardim de papel 4

. Jardim de papel 3

. Jardim de papel 2

. Jardim de papel 1

. Animais

.arquivos

.concelhos e outros temas

. abrantes

. alandroal

. alcochete

. alcoutim

. aldrabas

. alentejo

. alter do chão

. ambiente

. animais

. arraiolos

. arronches

. artesanato

. árvores

. avis

. beiras

. beja

. borba

. caia

. campo maior

. castelo de vide

. castro verde

. coretos

. crato

. culturas

. educação

. elvas

. ericeira

. estremadura

. estremoz

. eventos

. évora

. festas do povo 2011

. festas do povo 2015

. flores

. fontes

. fronteira

. gavião

. igrejas

. jardim

. lisboa

. marvão

. mértola

. monforte

. montemor-o-novo

. montijo

. mora

. moura

. mourão

. música

. nisa

. olivença

. paisagens

. pelourinhos

. pessoal

. plantas

. ponte de sor

. portalegre

. portel

. porto

. postdoano

. póvoa de varzim

. redondo

. reguengos de monsaraz

. rios

. serpa

. setúbal

. sousel

. trás-os-montes

. viana do alentejo

. vidigueira

. vila viçosa

. todas as tags

.favoritos

. Revisitando Serpa - ruas ...

. Choça

. Aldeia de Sande

. Ribeira de Seda, Pisão

. Entre Tejo e Odiana

. Igreja de Santo Aleixo

. Pôr-do-sol sobre a albufe...

. O nascer do Sol no Alente...

.ligações

Estou no Blog.com.pt

.últ. comentários

Nos últimos anos muito mudou no que respeita às ár...
Vivi em Campo Maior entre 1948 e 1954 (entre os 4 ...
No mês de Novembro visitei o interior desta fortal...
Jardins com arte e muito trabalho. As fotos mostra...
Lindas as imagens deste blog
Muito bonito, uma árvore num meio urbano...
Que beleza :)
Por acaso esta arvore de flores amarelas dem choro...
Ola,eu tenho essa fruta plantada,o pé esta carrega...

.mais comentados

20 comentários
17 comentários
15 comentários
15 comentários
14 comentários
14 comentários
12 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds