Segunda-feira, 10 de Agosto de 2009

Festas do Povo de Campo Maior

Com alguns meses de antecedência concebe-se o projecto de ornamentação da rua. Depois, as resmas de papel vão sendo transformadas em flores para os canteiros e cordas para o tecto. Horas e horas de trabalho cujo produto vai sendo armazenado, calculadas as quantidades por pessoas experientes nesta tarefa, para que não haja falhas no dia em que elas serão colocadas na rua.

Na véspera do início da festa, todos os vizinhos, a que se juntam as visitas que vão chegando e enchem as casas, vão para a rua fazer a “enramação”. Todo o material vem para a rua e, já colocada a armação de paus e de arcos de madeira, são estendidas as cordas de flores, de franjas, ou lenços que vão fazer o tecto da rua. Este trabalho exige força e destreza e, por isso, é realizado pelos homens. Só depois desta fase terminada e já bem adiantada a noite, se colocam as flores mais trabalhadas que hão-de ficar ao nível da vista de quem passa. Nesta noite praticamente ninguém dorme. Diz-se na vila que, por essa altura, os doentes melhoram e os próprios moribundos adiam a hora de partir. A verdade é que, não costuma morrer ninguém no período das festas.
Quando a manhã nasce é altura de ver como ficaram as outras ruas. A vila aparece transfigurada pelo colorido dos tectos, pela variedade das flores, umas inspiradas em flores naturais, outras fruto da imaginação e da criatividade de quem as fez e, ainda, por uma variedade de objectos feitos de papel.
Com o avançar do dia, as festas deixam de ser só dos campomaiorenses. É a altura dos muitos forasteiros admirarem um trabalho único e irrepetível, como é próprio de tudo o que é artesanal.

 

 

 A Rua de S. João nas Festas de 2004

 

É este o meu contributo para a postagem colectiva "Festas e Tradições na Minha Terra"

 

 

Mais alguma fotos das Festas de 2004

 

 

 

 

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 00:09
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
10 comentários:
De Dina a 10 de Agosto de 2009 às 00:34
Que pena não me ter apercebido...tinha enviado um texto que escrevi já há uns 3 anos a propósito da Romaria do Sr. Jesus da Piedade.
Será que o aceitam...mesmo sem concorrer? Só para divulgar a maior romaria do Alto Alentejo...
De Júlia a 10 de Agosto de 2009 às 19:05
Não sei se aceitam porque o envio para a adminstradora do blogue era até dia 8. Mas a Susana promove outras blogagens colectivas e é só estar atenta e ver de vez em quando o blogue.
No ano passado fui ver a Procissão dos Pendões e fiquei impressionada. Publiquei algumas fotos sobre o evento.
De Dina a 10 de Agosto de 2009 às 00:40
Salvo erro em 1998 acompanhei todo o trabalho de preparação desde Fevereiro ou Março até à altura da "enramação" e depois durante os dias da festa e foi uma experiência única. Foi um trabalho de muitos meses para a RR-Elvas que nunca esquecerei.
De Júlia a 10 de Agosto de 2009 às 19:11
Tenho acompanhado e participado em vários anos que as festas se realizaram. Mas foi sobretudo a partir de 1998 que comecei a colaborar mais intensamente na ornamentação da minha rua. É claro que as pessoas de fora só vêem o produto final, mas o que se passa durante os meses que antecedem o dia da "enramação" é uma coisa extraordinária. É muito trabalho, muita criatividade e empenhamento das pessoas (geralmente poucas) que se envolvem na ornamentação das ruas.
De Susana Falhas a 11 de Agosto de 2009 às 16:25
Cara Júlia:
Fiquei deslumbrada com a vossa festa, só pelas fotografias! Este ano talves não seja possível, mas quem sabe no próximo ano possa conhecer essa festa tão linda!
Obrigada pela sua participação!
Abraço, Susana
De Júlia a 11 de Agosto de 2009 às 17:16
Susana, infelizmente a concretização desta festa não tem periodicidade definida. As últimas edições aconteceram em 1998, 2000 e 2004. Não sabemos quando voltam a realizar-se. Fala-se que talvez em 2010 ou 2011, dependendo de condições para poder ser organizada. Implica investimento muito vultuoso e uma mobilização da população para aderir ao trabalho da feitura das flores de papel. E há também o problema do despovoamento da parte mais antiga da vila que é a que fica mais espectacular com a ornamentação.
Veremos o que vai acontecer.
Abraço
Júlia
De Susana Falhas a 12 de Agosto de 2009 às 22:46
Então quando decidirem voltar a fazer, avisa-me, pois terei todo o gosto a assistir.
Bjs Susana
De Júlia a 13 de Agosto de 2009 às 12:40
Podes ficar descansada que não me esqueço. Farei a devida divulgação
Beijinho
Júlia
De Susana Falhas a 11 de Agosto de 2009 às 16:23
Cara Dina:
É uma pena não ter visto antes. Mas se quiser posso incluir o seu texto, só não poderá ser incluída na votação, que já iniciou dia 10.
Caso ainda pretenda , envie por favor o seu texto para: aminhaldeia@sapo.pt

No envio do mesmo, por favor, identifique-se com o nome do autor que pretende aparecer no blogue, bem como o link do seu blogue, para os leitores conhecerem.

Ficarei a aguardar por si!.
De Dina a 11 de Agosto de 2009 às 18:02
Obrigado pelo convite.
Já enviei por email o meu texto.
Foi escrito em 2006 mas continua actual...porque o sentimento é sempre igual e muito intenso.

Comentar post

.mais sobre mim

O Entre Tejo e Odiana foi distinguido com o prémio Zé de Mello '09, na categoria Blogosfera Regional. . Agradeço a todos os que votaram. . http://josedemello.blogspot.com/

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Onde estou


Ver mapa maior

.pesquisar

 

.posts recentes

. Jardim de papel 4

. Jardim de papel 3

. Jardim de papel 2

. Jardim de papel 1

. Animais

. Chaminé em Campo Maior

. Monumento a Eça de Queiro...

. Pelourinho da Póvoa de Va...

. Mar

. Oliveira

. Orquídeas

. Rosa do meu jardim

. Passeando por Lisboa

. Árvore

. Lisboa moderna

.arquivos

.concelhos e outros temas

. abrantes

. alandroal

. alcochete

. alcoutim

. aldrabas

. alentejo

. alter do chão

. ambiente

. animais

. arraiolos

. arronches

. artesanato

. árvores

. avis

. beiras

. beja

. borba

. caia

. campo maior

. castelo de vide

. castro verde

. coretos

. crato

. culturas

. educação

. elvas

. ericeira

. estremadura

. estremoz

. eventos

. évora

. festas do povo 2011

. festas do povo 2015

. flores

. fontes

. fronteira

. gavião

. igrejas

. jardim

. lisboa

. marvão

. mértola

. monforte

. montemor-o-novo

. montijo

. mora

. moura

. mourão

. música

. nisa

. olivença

. paisagens

. pelourinhos

. pessoal

. plantas

. ponte de sor

. portalegre

. portel

. porto

. postdoano

. póvoa de varzim

. redondo

. reguengos de monsaraz

. rios

. serpa

. setúbal

. sousel

. trás-os-montes

. viana do alentejo

. vidigueira

. vila viçosa

. todas as tags

.favoritos

. Revisitando Serpa - ruas ...

. Choça

. Aldeia de Sande

. Ribeira de Seda, Pisão

. Entre Tejo e Odiana

. Igreja de Santo Aleixo

. Pôr-do-sol sobre a albufe...

. O nascer do Sol no Alente...

.ligações

Estou no Blog.com.pt

.últ. comentários

Muito bonito, uma árvore num meio urbano...
Que beleza :)
Por acaso esta arvore de flores amarelas dem choro...
Ola,eu tenho essa fruta plantada,o pé esta carrega...
Olá, parabéns pelos artigos! Conte conosco para di...
Parabéns pelo seu bom gosto!
Há procura de cortinas tipicamente alentejanas dei...
Ah e como Évora é bonita... como Portugal é bonito...
O Alentejo tem este condão, esta magia!Tem na pale...

.mais comentados

20 comentários
17 comentários
15 comentários
14 comentários
14 comentários
14 comentários
12 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds