Domingo, 22 de Abril de 2007

Dia Mundial da Terra

Hoje celebra-se o Dia Mundial da Terra.
No noticiário da Antena 1 foi referido, a propósito, a compra de áreas de floresta amazónica por milionários, com o objectivo de a preservar e contribuir para contrariar as consequências do aquecimento global.
……
Deu-se o caso de me terem informado do corte e abate de árvores na estrada que liga Vila Fernando a Barbacena, no concelho de Elvas.
Nas minhas idas e vindas de Lisboa, gostava muito de passar por esta estrada, apesar de ser relativamente estreita e com umas curvas traiçoeiras. No Verão era um autêntico oásis, com as árvores que ladeavam a estrada, muito frondosas e altas, com as copas a tocarem-se, formando um verdadeiro túnel de verdura. A maior parte destas árvores eram freixos (género Fraxinus) que teriam sido, provavelmente, plantados quando da construção da estrada.
Sabia que tinha havido um corte das árvores porque a estrada, a certa altura, tinha uma placa a avisar dos trabalhos que se estavam a realizar. Mas julgava que tinha sido apenas um corte para que os ramos não atrapalhassem a circulação automóvel.
As fotos seguintes ilustram o que foi feito.
.

 .
É este o estado em que se encontram as árvores que ainda permanecem de pé. Repare-se na grossura do tronco dos freixos, indicando serem árvores com muitos anos de vida.
.

 .
Grande parte dos freixos já foi abatida, como testemunha esta foto, tendo esta operação sido realizada há pouco tempo.
 
 .......
 
Na entrada de Barbacena existem dois freixos imponentes. Sentados num banco à sombra de um deles encontrei dois habitantes da aldeia e resolvi perguntar-lhes o que estava a acontecer com os freixos da estrada. Informaram-me que o abate das árvores tinha sido decidido pela Câmara Municipal de Elvas e não sabiam o fundamento desta decisão. Mais, que os freixos sob os quais se abrigavam dos raios solares, já fortes nesta altura do ano, seriam abatidos na próxima semana.
.

.
Freixo que se encontra à entrada de Barbacena, no lado esquerdo da estrada (sentido Vila Fernando-Barbacena). No canto superior direito, algumas ramadas da árvore que se encontra no outro lado da estrada.
.

.

O freixo que se encontra no lado oposto da estrada. São estes que serão abatidos na próxima semana.

 
.......
Haverá justificação para este atentado contra as árvores e contra o património que deveria ser de todos mas que está dependente de decisões de alguns?

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 14:57
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
8 comentários:
De Anónimo a 22 de Abril de 2007 às 16:40
Há árvores que, pelo seu mau estado, podem justificar um abate. Eu penso que, na maior parte dos casos, a estrada podia fazer um desvio.

É que o desenho destas, infelizmente, NÃO é feito em cima do joelho.

Mas devia sê-lo. No campo. Sentados na erva ou numa pedra, contemplando aquilo que se vai mandar destruir.

Parabéns pelo blog.

camionista ensolarado
De Luiz a 22 de Abril de 2007 às 16:49
Sou eu outra vez.

Para dizer, sem reservas, que aplaudo o trabalho que faz nos seus blogs.

Gosta da terra onde vive e promove-a.

Obrigado
De Joao Soares a 22 de Abril de 2007 às 19:35
Olá,
Vim do Ondas.
Gostei muito do seu blogue.No que restritamente aborda no seu post, infelizmente é uma triste realidade.Mas faz bem em denunciar.Pensar Global, Agir Local.
Irei adicionar brevemente o seu blogue.
Será bem vinda ao BioTerra- blogue de Educação Ambiental.
Feliz Dia da Terra
(Nunca o esqueço também)
De Júlia a 23 de Abril de 2007 às 15:00
Ora viva!
Também visitei o seu blogue e achei muito interessante a informação que lá encontrei. E aproveitei também a sua lista de blogues, alguns dos quais me interessam particularmente.
Por mim, cá irei modestamente dando o meu contributo para que as pessoas que me visitam possam ver belas paisagens que é importante preservar e também algumas situações menos aceitáveis que devem ser denunciadas.
Cumprimentos
Júlia
De antónio a 24 de Abril de 2007 às 14:04
Bom... gostei muito que me tivesse encontrado. na blogsfera. Tenho de lhe confessar que quando abri o seu blog, vieram-me as saudades à memória. Vivi quase 10 anos nesta área de Elvas, Campo Maior... Por acaso, conheço muito bem Vila Fernando, Barbacena. Pois é... parece que uma vez mais andam a delapidar uma parte do nosso patrímónio. Normalmente, não condeno as pessoas que cortam essas árvores quando mortas ou quando são um perigo para as pessoas. Não sei se é o caso, mas se não o for... é algo que nos deixa a penasr. Mesmo assim acho que se deveria voltar a plantar novas árvores da mesma família, por cada árvore que abatemos, deveriamos plantar a dobrar. Uma coisa é certa, vão demorar anos e anos a termos novamente uma ou mais árvores com a estatura e a particulariedade das anteriores. Saudações geógráficas e ambientais... António
De Júlia a 24 de Abril de 2007 às 17:23
Olá António!

No caso das árvores de Barbacena, sobretudo as da entrada da aldeia, pareceram-me saudáveis.
Mas é um facto que, de repente, as autarquias começaram a tratar as árvores de modo que me parece muito discutível, quer seja nas podas, quer nos abates.
Vivo actualmente em Campo Maior, desde que me aposentei e entretenho-me a voltar a exercitar o "meu olho geográfico", com o auxílio de uma maquineta digital e a publicá-las neste mundo que é a blogosfera .
Saudações também geográficas e ambientais
Júlia
De Pedro Santos a 25 de Abril de 2007 às 18:58
Gostei do blogue e coloquei-o à "Sombra"...pelo ano que passei em Elvas a dar aulas...e por todas as vezes que faço os 500 km do Algarve à Covilhã e em que me apetece parar mil vezes para fotografar o Alentejo.

Em relação às árvores...neste país os organismos públicos (Estradas de Portugal; Câmaras Municipais; etc.) têm que ser "pressionadas" a dar explicações aos contribuintes. A forma como se tratam as árvores neste país é vergonhosa e é de suspeitar o pior (que não estivessem mesmo doentes e a necessitar de ser abatidas)...pior ainda são as podas que as condenam a uma morte lenta...

Enfim...é moer-lhes o juízo, como tento fazer na "Sombra"

Felicidades para o blogue.
De Júlia a 26 de Abril de 2007 às 14:46
Viva, Pedro

Temos uma coisa em comum: também eu dei aulas durante um ano em Elvas, só que foi há quase 30 anos (ainda você era uma criança - espreitei no seu blogue). Agora que já deixei a actividade profissional, dedico-me a aplicar um "olhar de geógrafa" ao que me rodeia.
Nestas paisagens absolutamente lindas encontramos também grandes atentados contra o ambiente e temos a obrigação de os denunciar.
Já agora vou pedir-lhe um favor: às vezes tenho dificuldade na identificação de algumas espécies vegetais. Se, entretanto, me for visitando e encontrar alguma asneira, não se importa de corrigir? Fico-lhe muito agradecida.
Gostei do seu blogue.
Cumprimentos
Júlia

Comentar post

.mais sobre mim

O Entre Tejo e Odiana foi distinguido com o prémio Zé de Mello '09, na categoria Blogosfera Regional. . Agradeço a todos os que votaram. . http://josedemello.blogspot.com/

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
16
17
18
19
20
21
23
24
26
27
28
29
30
31

.Onde estou


Ver mapa maior

.pesquisar

 

.posts recentes

. Animais

. Chaminé em Campo Maior

. Monumento a Eça de Queiro...

. Pelourinho da Póvoa de Va...

. Mar

. Oliveira

. Orquídeas

. Rosa do meu jardim

. Passeando por Lisboa

. Árvore

. Lisboa moderna

. Quiosques de Lisboa

. Flores

. Coreto da Póvoa de Varzim

. Douro 2

.arquivos

.concelhos e outros temas

. abrantes

. alandroal

. alcochete

. alcoutim

. aldrabas

. alentejo

. alter do chão

. ambiente

. animais

. arraiolos

. arronches

. artesanato

. árvores

. avis

. beiras

. beja

. borba

. caia

. campo maior

. castelo de vide

. castro verde

. coretos

. crato

. culturas

. educação

. elvas

. ericeira

. estremadura

. estremoz

. eventos

. évora

. festas do povo 2011

. festas do povo 2015

. flores

. fontes

. fronteira

. gavião

. igrejas

. jardim

. lisboa

. marvão

. mértola

. monforte

. montemor-o-novo

. montijo

. mora

. moura

. mourão

. música

. nisa

. olivença

. paisagens

. pelourinhos

. pessoal

. plantas

. ponte de sor

. portalegre

. portel

. porto

. postdoano

. póvoa de varzim

. redondo

. reguengos de monsaraz

. rios

. serpa

. setúbal

. sousel

. trás-os-montes

. viana do alentejo

. vidigueira

. vila viçosa

. todas as tags

.favoritos

. Revisitando Serpa - ruas ...

. Choça

. Aldeia de Sande

. Ribeira de Seda, Pisão

. Entre Tejo e Odiana

. Igreja de Santo Aleixo

. Pôr-do-sol sobre a albufe...

. O nascer do Sol no Alente...

.ligações

Estou no Blog.com.pt

.últ. comentários

Muito bonito, uma árvore num meio urbano...
Que beleza :)
Por acaso esta arvore de flores amarelas dem choro...
Ola,eu tenho essa fruta plantada,o pé esta carrega...
Olá, parabéns pelos artigos! Conte conosco para di...
Parabéns pelo seu bom gosto!
Há procura de cortinas tipicamente alentejanas dei...
Ah e como Évora é bonita... como Portugal é bonito...
O Alentejo tem este condão, esta magia!Tem na pale...

.mais comentados

20 comentários
17 comentários
15 comentários
14 comentários
14 comentários
14 comentários
12 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds