Sexta-feira, 5 de Setembro de 2008

Gavião. Pelourinho?

O Gavião é um pequeno concelho, com uma população estimada de 4624 habitantes, em 2002, cujo território é cortado pelo Rio Tejo. A maior parte do concelho situa-se a sul deste rio, ficando a norte apenas a freguesia de Belver.

Num dos largos da vila encontra-se um elemento que é conhecido por "pelourinho", embora tenha mais a estrutura de um padrão, e que evoca a data da concessão do foral por D. Manuel I, em 1519. Foi construído no século XX, durante o Estado Novo. Feito em granito e ferro, no cubo sobre a coluna pode ver-se a cruz de Malta, evocação do período em o território pertenceu aos domínios dos Hospitalários. É encimado por uma esfera armilar em ferro, rematado por uma cruz de Cristo.

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 15:18
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
4 comentários:
De Anónimo a 6 de Setembro de 2008 às 21:40
Esta foto surpreende-me. Não recordava o pelourinho tal como está. A memória é traiçoeira. Aprendemos a recordar também sugestões, em lugar de imagens reais. É certo que aquele largo fica num extremo da vila, onde não se passa para ir a lado nenhum...
Mas antigamente havia ali a Repartição de Finanças e o Quartel dos Bombeiros.
O pelourinhos eram construções onde, real ou simbolicamente, se enforcavam os condenados, simbolizando o poder municipal. Este pelourinho não tem os tais ganchos que serviam de forca. Se é que essa ausência tem algum significado...


(camionista)

De Júlia a 7 de Setembro de 2008 às 10:55
Acho muito interessante referir que o largo fica numa parte da vila por onde pouco se passa. Aconteceu-me chegar ao Gavião e, no jardim junto das bombas da gasolina, perguntar como se chegava ao centro. A pessoa teve muita dificuldade em responder à pergunta. Só depois de referir o edicio da Câmara é que soube indicar o caminho.
Parece-me evidente que o chamado "pelourinho" é uma das muitas invenções do período do Estado Novo. Como a vila, provavelmente não tinha este símbolo do poder municipal, inventou-se um. Claro que não corresponde às característica dos verdadeiros pelourinhos, onde se expunham os condenados (permita-me uma correcção: os condenados eram enforcados na forca, outro dos símbolos municipais, mas que estava geralmente localizada fora das vilas). Aquele cubo, com vários símbolos, desde o brasão da vila até à cruz de Malta, é também um sinal característico do Estado Novo.
Mas um aspecto quero destacar: há uma nítida preocupação em recuperar a vila. Há obras por todo o lado. Este largo também deve ter sido arranjado há pouco tempo.
Cumprimentos
De Paulo José Matos a 9 de Setembro de 2008 às 23:57
Este Pelourinho em boa verdade, esta teoricamente a substituir uma torre de menagem de um castelo que também supostamente existiu no mesmo local!

O local onde eram enforcados os aldeões em Gavião situa-se numa das ruas que dá acesso ao largo do município, sendo que a estrutura foi parcialmente integrada, sendo de difícil reconhecimento.

Cumps e boas visitas
De Júlia a 10 de Setembro de 2008 às 17:50
Agradeço o esclarecimento.
Cumprimentos

Comentar post

.mais sobre mim

O Entre Tejo e Odiana foi distinguido com o prémio Zé de Mello '09, na categoria Blogosfera Regional. . Agradeço a todos os que votaram. . http://josedemello.blogspot.com/

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Onde estou


Ver mapa maior

.pesquisar

 

.posts recentes

. Oliveiras

. Outono no rio

. Outono

. Bancos

. Oliveira

. Jardim de papel 4

. Jardim de papel 3

. Jardim de papel 2

. Jardim de papel 1

. Animais

. Chaminé em Campo Maior

. Monumento a Eça de Queiro...

. Pelourinho da Póvoa de Va...

. Mar

. Oliveira

.arquivos

.concelhos e outros temas

. abrantes

. alandroal

. alcochete

. alcoutim

. aldrabas

. alentejo

. alter do chão

. ambiente

. animais

. arraiolos

. arronches

. artesanato

. árvores

. avis

. beiras

. beja

. borba

. caia

. campo maior

. castelo de vide

. castro verde

. coretos

. crato

. culturas

. educação

. elvas

. ericeira

. estremadura

. estremoz

. eventos

. évora

. festas do povo 2011

. festas do povo 2015

. flores

. fontes

. fronteira

. gavião

. igrejas

. jardim

. lisboa

. marvão

. mértola

. monforte

. montemor-o-novo

. montijo

. mora

. moura

. mourão

. música

. nisa

. olivença

. paisagens

. pelourinhos

. pessoal

. plantas

. ponte de sor

. portalegre

. portel

. porto

. postdoano

. póvoa de varzim

. redondo

. reguengos de monsaraz

. rios

. serpa

. setúbal

. sousel

. trás-os-montes

. viana do alentejo

. vidigueira

. vila viçosa

. todas as tags

.favoritos

. Revisitando Serpa - ruas ...

. Choça

. Aldeia de Sande

. Ribeira de Seda, Pisão

. Entre Tejo e Odiana

. Igreja de Santo Aleixo

. Pôr-do-sol sobre a albufe...

. O nascer do Sol no Alente...

.ligações

Estou no Blog.com.pt

.últ. comentários

No mês de Novembro visitei o interior desta fortal...
Jardins com arte e muito trabalho. As fotos mostra...
Lindas as imagens deste blog
Muito bonito, uma árvore num meio urbano...
Que beleza :)
Por acaso esta arvore de flores amarelas dem choro...
Ola,eu tenho essa fruta plantada,o pé esta carrega...
Olá, parabéns pelos artigos! Conte conosco para di...
Parabéns pelo seu bom gosto!

.mais comentados

20 comentários
17 comentários
15 comentários
15 comentários
14 comentários
14 comentários
12 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds