Quarta-feira, 3 de Setembro de 2008

Os dois rios

Quando escolhi o nome para este blogue tive como referência a antiga designação do Alentejo e os dois rios que definem, grosso modo, a grande região do Sul de Portugal. O Rio Tejo que lhe serve de limite Norte e o Guadiana - ainda no século XVI chamado de Odiana - que estabelece a linha de fronteira com Espanha em dois troços da raia a Sul de Badajoz, intercalados pelo seu curso unicamente em território português, desde o concelho de Mourão até ao de Mértola.

O Rio Tejo é o mais longo da Península Ibérica, com cerca de 1000 km de extensão, desde que nasce na Sierra de Albarracín, até que desagua nas águas do Atlântico. Quando entra em território português, tem alguns troços em que o rio se encaixa em vertentes mais apertadas e declivosas. Só mais para jusante irá encontrar a vasta planície sedimentar do Ribatejo, correndo então mansas as sua águas na vasta caleira aluvial que termina em delta interior. Por fim, o vale vai ainda apertar-se entre as colinas de Lisboa e da margem sul, e o Tejo cumpre o seu destino de chegar ao mar.

 

O Rio Tejo, em Belver.

 

O Guadiana é o grande rio do Sul. Nasce no planalto da Mancha, em Espanha, desaparece numa região de calcários e volta a aparecer nos Ojos del Guadiana. É um típico rio de planície com um caudal muito irregular, como é próprio dos rios da parte meridional da Península Ibérica. Corre aproximadamente no sentido Leste-Oeste até chegar a Badajoz. A partir daqui vai mudando de direcção e inflectindo para Sul.

A barragem do Alqueva veio alterar o ritmo anual do rio. Lugares onde, no Verão, se reduzia a um fio de água, vêem-se as suas margens inundadas pelas águas.

 

O Rio Guadiana, em Badajoz.

Vista a partir da ponte mais antiga, a que liga directamente às Puertas de Palma, agora destinada unicamente à circulação de peões. Numa manhã de Agosto, de um dia claro, foi muito agradável passear entre as duas margens e ver as águas calmas do rio, muito mais cheio desde a construção do Alqueva. Ao fundo vêem-se duas das pontes que unem as suas margens.

 

concelhos e outros temas:
publicado por Júlia às 08:47
link do post | comentar | favorito
| | partilhar

.mais sobre mim

O Entre Tejo e Odiana foi distinguido com o prémio Zé de Mello '09, na categoria Blogosfera Regional. . Agradeço a todos os que votaram. . http://josedemello.blogspot.com/

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Onde estou


Ver mapa maior

.pesquisar

 

.posts recentes

. Jardim de papel 4

. Jardim de papel 3

. Jardim de papel 2

. Jardim de papel 1

. Animais

. Chaminé em Campo Maior

. Monumento a Eça de Queiro...

. Pelourinho da Póvoa de Va...

. Mar

. Oliveira

. Orquídeas

. Rosa do meu jardim

. Passeando por Lisboa

. Árvore

. Lisboa moderna

.arquivos

.concelhos e outros temas

. abrantes

. alandroal

. alcochete

. alcoutim

. aldrabas

. alentejo

. alter do chão

. ambiente

. animais

. arraiolos

. arronches

. artesanato

. árvores

. avis

. beiras

. beja

. borba

. caia

. campo maior

. castelo de vide

. castro verde

. coretos

. crato

. culturas

. educação

. elvas

. ericeira

. estremadura

. estremoz

. eventos

. évora

. festas do povo 2011

. festas do povo 2015

. flores

. fontes

. fronteira

. gavião

. igrejas

. jardim

. lisboa

. marvão

. mértola

. monforte

. montemor-o-novo

. montijo

. mora

. moura

. mourão

. música

. nisa

. olivença

. paisagens

. pelourinhos

. pessoal

. plantas

. ponte de sor

. portalegre

. portel

. porto

. postdoano

. póvoa de varzim

. redondo

. reguengos de monsaraz

. rios

. serpa

. setúbal

. sousel

. trás-os-montes

. viana do alentejo

. vidigueira

. vila viçosa

. todas as tags

.favoritos

. Revisitando Serpa - ruas ...

. Choça

. Aldeia de Sande

. Ribeira de Seda, Pisão

. Entre Tejo e Odiana

. Igreja de Santo Aleixo

. Pôr-do-sol sobre a albufe...

. O nascer do Sol no Alente...

.ligações

Estou no Blog.com.pt

.últ. comentários

Muito bonito, uma árvore num meio urbano...
Que beleza :)
Por acaso esta arvore de flores amarelas dem choro...
Ola,eu tenho essa fruta plantada,o pé esta carrega...
Olá, parabéns pelos artigos! Conte conosco para di...
Parabéns pelo seu bom gosto!
Há procura de cortinas tipicamente alentejanas dei...
Ah e como Évora é bonita... como Portugal é bonito...
O Alentejo tem este condão, esta magia!Tem na pale...

.mais comentados

20 comentários
17 comentários
15 comentários
14 comentários
14 comentários
14 comentários
12 comentários
blogs SAPO

.subscrever feeds